Geral

Fotógrafo da AFP ganha Prêmio Pulitzer de Jornalismo 2012

Da Redação ·
O juri classificou a foto como “comovente imagem de uma menina chorando de medo após um atentado suicida” em Cabul. O fotógrafo da AFP ganhou na categoria "Últimas Notícias"
fonte: Massoud Hossaini/ AFP
O juri classificou a foto como “comovente imagem de uma menina chorando de medo após um atentado suicida” em Cabul. O fotógrafo da AFP ganhou na categoria "Últimas Notícias"

A Agência France-Presse (AFP) e os sites Huffington Post e Politico foram premiados em Nova York nesta segunda-feira 16 com o Pulitzer, maior condecoração da imprensa americana.

continua após publicidade

O jornal New York Times, por sua vez, ganhou dois Pulitzer, com destaque para a categoria “informações internacionais”.

O fotógrafo da AFP Massoud Hossaini foi o vencedor da categoria “Foto Últimas Notícias”, por sua “comovente imagem de uma menina chorando de medo após um atentado suicida” em Cabul, indicou o juri.

continua após publicidade


“Uma simples foto, fascinante, da qual você vai se lembrar por muito tempo”, ressaltou durante uma entrevista coletiva à imprensa o organizador do prêmio, Sig Gissler.

O jornalista do Huffington Post David Wood foi premiado por seu trabalho sobre os ex-combatentes americanos que voltavam do Iraque e do Afeganistão. Esta é apenas a segunda vez que um site é condecorado na premiação.


O HP, criado em maio de 2005 por Ariana Huffington, reúne conteúdos de informação e blogs e recebe inúmeras contribuições externas. O portal aborda atualidades, política, meio ambiente, cultura, mídia e diversos outros temas. Já o site Politico, conhecido pelos cartuns de Matt Wuerker, é exclusivamente dedicado à política.

continua após publicidade


Essas premiações mostram um “mundo da mídia que muda”, declarou Gissler.

O prêmio Pulitzer, criado em 1904 por Joseph Pulitzer, é considerado uma das condecorações mais prestigiosas do jornalismo. É atribuído em 14 categorias, incluindo “Breaking News” (Últimas Notícias – texto e foto), “Utilidade pública” (o mais cobiçado, sempre concedido a um jornal e não a um indivíduo, e que este ano ficou com o jornal Philadelphia Inquirer), “Jornalismo investigativo”, “Jornalismo local, nacional ou internacional”, “Comentário”, “Editorial”, “Cartum de imprensa”.


As publicações exclusivamente on-line começaram a concorrer em dezembro de 2009, com a condição de que fossem ao menos semanais, mas o Pulitzer não inclui televisões ou revistas.

continua após publicidade

O juri Pulitzer concede também sete prêmios na literatura, no teatro e na música (Literatura de ficção, Biografia, História americana, Peça de teatro, Poesia e Composição musical).


Como em todo ano, os premiados ganham 10 mil dólares e um almoço no campus da Universidade de Columbia, em Nova York.