Geral

Talibãs lançam atentados simultâneos no Afeganistão e prometem mais violência

Da Redação ·
 Talibãs lançam atentados simultâneos no Afeganistão e prometem mais violência
fonte: divulgação
Talibãs lançam atentados simultâneos no Afeganistão e prometem mais violência

Rebeldes da milícia Talibã reivindicaram neste domingo (15) a autoria por uma série de ataques simultâneos realizados em Cabul, capital do Afeganistão, e na região leste do país.

continua após publicidade

Por meio de um comunicado, a organização informou que “dezenas de combatentes”, armados com armas leves e pesadas e vestindo coletes-bomba, participaram da ofensiva.

Em Cabul, os alvos principais dos atentados foram embaixadas de países ocidentais, que ficam em uma zona diplomática fortemente protegida, e a sede do Parlamento. Os ataques se inserem na mais grave onda de violência registrada na capital afegã desde a queda do regime talibã, em 2001, quando forças locais derrotaram a milícia com apoio americano.

continua após publicidade

O porta-voz dos rebeldes, Zabihullah Mujahid, adiantou que estas são as primeiras de uma sequência de outras ações violentas que virão.

— Esses ataques marcam o início de uma ofensiva de primavera e que havíamos planejado por meses.

Segundo ele, os ataques representam uma mensagem ao governo do Afeganistão e a seus aliados militares ocidentais, que “acreditavam que nós não lançaríamos uma ofensiva de primavera”.

continua após publicidade

— Os ataques de hoje são o começo de nossa ofensiva de primavera.

O grupo declarou que os alvos principais eram as embaixadas da Alemanha e da Grã-Bretanha, além do quartel-general das forças lideradas pela Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte). A violência no país costuma recrudescer nesta época do ano com o fim do inverno e a melhora do clima na região.

De acordo com informações da BBC, a Otan informou que houve relatos de ataque realizados em sete locais diferentes somente em Cabul, mas ainda não se sabe se os atentados deixaram vítimas.

continua após publicidade

Além de Cabul, os rebeldes dizem que lançaram ataques em pelo menos duas cidades do leste do país: Jalalabad e Pul-i-Alam.

Na capital, parlamentares se juntaram às equipes de segurança para combater os agressores, que estão entrincheirados em prédios.

continua após publicidade

O chefe da polícia da capital, Mohammed Zahir, disse que um grupo de insurgentes entrou em um hotel, o Cabul Star, que fica perto das representações diplomáticas do Reino Unido, do Irã e da Turquia, e fez do local sua base para atacar prédios próximos.

Segundo uma testemunha ouvida pela agência EFE, “homens armados estão lançando foguetes e disparando a partir do hotel Cabul Star contra a embaixada do Reino Unido e a residência do embaixador britânico”.

Outro policial garantiu que um segundo grupo de insurgentes está escondido em um prédio em construção nas proximidades do Parlamento afegão, contra o qual estão disparando.

continua após publicidade

Contingentes das forças de segurança afegãs presentes nas imediações dos pontos atacados interromperam o trânsito.

Ao menos quatro explosões ocorreram em Jalalabad, capital da província de Nangarhar, onde insurgentes estão atacando uma sede das forças da Otan, de acordo com o porta-voz do governador regional, Ahmad Zia Abdulzay.

Na capital da vizinha província de Logar, Pul-i-Alam, um pequeno comando talibã invadiu um prédio do governo e está lançando seus ataques contra as forças de segurança.

Estratégia

A tática de ataques múltiplos, lançados por comandos de insurgentes, é habitual dos talibãs, e a capital afegã já foi palco de inúmeros episódios como este.

A última grande investida em Cabul ocorreu em de setembro. O alvo foi a embaixada dos Estados Unidos e o quartel da Otan. Sete pessoas morreram.

A nova sequência de ataques reacende o debate sobre a retirada de tropas estrangeiras do país. A saída gradual começou em julho, e a previsão é de que o processo termine em 2014.