Geral

Prefeitura inaugura Hospital do Idoso em Curitiba

Da Redação ·
 Prefeitura inaugura Hospital do Idoso em Curitiba
fonte: Brunno Covello/SMCS
Prefeitura inaugura Hospital do Idoso em Curitiba

O prefeito Luciano Ducci e o governador Beto Richa inauguraram na manhã desta quinta-feira (29) o novo Hospital do Idoso Zilda Arns - especializado em geriatria, gerontologia e clínica médica.

continua após publicidade

O novo equipamento, cujos investimentos somam R$ 39 milhões, nasce já sendo uma das referências nacionais na política de atenção ao idoso, segundo o Ministério da Saúde. Na cerimônia de inauguração, foi anunciada também a construção de mais oito unidades de saúde em Curitiba, com investimentos de R$ 10 milhões.

“Este hospital nasceu para atender melhor os nossos idosos, que estão tendo uma expectativa de vida cada vez maior e vão precisar de uma estrutura de apoio da rede municipal de saúde, no mesmo nível e qualidade do programa Mãe Curitibana”, afirmou o prefeito Luciano Ducci para 3 mil pessoas que participavam do evento.

continua após publicidade

O hospital fará 50 mil atendimentos e 10 mil internamentos por ano, além de oferecer atendimento domiciliar, exames especializados e cursos de capacitação em geriatria.

O governador Beto Richa disse que o Hospital Zilda Arns vai melhorar o atendimento da rede de saúde de Curitiba e do Paraná. “A Prefeitura de Curitiba se antecipa a expectativa de envelhecimento da população, tendo apoio do governo do Estado para ajudar nossos idosos”, disse o governador.

“Homenagear o Hospital do Idoso com o nome Zilda Arns é uma honra ao nome da minha mãe. Ela foi uma funcionária pública que sabia da importância de existir equipamentos públicos bem equipados que pudessem atender a demanda da sociedade. O Hospital do Idoso mostra que está bem preparado para receber e proteger aqueles que mais precisam de apoio do governo. São pessoas que vão passar por uma transformação positiva após serem atendidas pelo hospital”, disse Nelson Arns.

Na cerimônia de inauguração do Hospital, o secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto, anunciou o repasse anual de R$ 1,7 milhão para custeio do Hospital Zilda Arns, por meio do Programa de Apoio e Qualificação de Hospitais Públicos e Filantrópicos do SUS Paraná – HOSPSUS.

continua após publicidade

Observatório do Idoso – O hospital conta com 141 leitos 20 leitos de UTI, um centro cirúrgico com duas salas, enfermarias, área de emergência, unidades de terapia intensiva, de cuidados intermediários e isolamento, consultórios, área para atendimento domiciliar, farmácia, salas de fisioterapia, solário, auditório, biblioteca, salas de aula, lanchonete e capela.

Para o secretário nacional de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, Helvécio Miranda Magalhães Junior, o Hospital do Idoso Zilda Arns nasce sendo referência nacional. “O hospital nasceu de um bom conceito e servirá de referências para a política nacional de atenção ao idoso. Em função da qualidade do sistema, o Ministério de Saúde vai criar um Curitiba um Observatório de Atenção ao Idoso, de onde sairão políticas nacionais para a saúde dos idosos”, disse Magalhães Junior.

Estrutura – O novo Hospital tem 9.520 metros quadrados foi construído na região que abrange cinco bairros - Pinheirinho, Campo de Santana, Capão Raso, Caximba e Tatuquara - e 168 mil moradores.

continua após publicidade

O hospital fica em um terreno de 25 mil metros quadrados, entre as ruas Lothario Boutin, André Ferreira Barbosa e a Linha Verde – próximo ao terminal de passageiros do Pinheirinho.

O hospital é totalmente equipado e conta com central de imagem (tomografia computadorizada, radiologia, ecografia, colonoscopia, endoscopia). Os exames estarão disponíveis em uma central de laudos e integra o hospital a seis centros municipais de urgências médicas: Fazendinha, Boqueirão, Boa Vista, Sítio Cercado, CIC e Cajuru. 

continua após publicidade

Unidades de Saúde - Na cerimônia de inauguração, o prefeito Luciano Ducci e o governador Beto Richa anunciaram a construção de mais oito unidades de Saúde em Curitiba. Serão investidos R$ 10 milhões de recursos estaduais para início da construção, ainda neste ano, das unidades de saúde Sabará, Campo alegre, Coqueiros, Xaxim, Jardim Aliança, Jardim das Américas, Acrópole e Matriz.

continua após publicidade

Participaram da inauguração do Hospital do Idoso Zilda Arns o secretário nacional de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, Helvécio Miranda Magalhães Junior, o vice-governador Flávio Arns, a secretária de Estado da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa, o secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto; o arcebispo de Curitiba, Dom Moacir Vitti, a presidente da Fundação de Ação Social, Marry Ducci, o deputado federal Fernando Francischini, o deputado estadual, Mauro Moraes, o presidente da Câmara Municipal de Curitiba, João do Suco, e os vereadores Aladim Luciano, Aldemir Manfron, Beto Moraes, Denílson Pires, Dirceu Moreira, Emerson Prado, Felipe Braga Côrtes, Jorge Yamawaki, Julieta Reis, Odilon Volkmann, Pedro Paulo, Roberto Hinça, Serginho do Posto, Tico Kuzma e Tito Zeglin, além de toda a equipe de secretários municipais e os administradores regionais.

Hospital do Idoso Zilda Arns
Área construída: 9.520 metros quadrados
Terreno: 25 mil metros quadrados

Investimentos: R$ 39.012.372,82
Terreno: R$ 5.437.500,00 (Prefeitura de Curitiba)
Obra: R$ 18.150.541,37 (R$ 11,9 milhões do Ministério da Saúde e R$ 6.250.541,37 da Prefeitura de Curitiba).
Equipamentos: R$ 14.915.563,45 (R$ 7.691.639,86 da Prefeitura de Curitiba - R$ 3.822.083,50 do Governo do Estado – R$ 3.401.840,09 do Ministério da Saúde)
Mobiliário: R$ 508.768,00 (Prefeitura de Curitiba)

continua após publicidade

Investimentos totais: R$ 39.012.372,82
Prefeitura de Curitiba: R$ 19.888.449,23
Ministério da Saúde: R$ 15.301.840,09
Governo do Estado: R$ 3.822.083,50

Capacidade
50 mil atendimentos/anos
10 mil internamentos/ano

continua após publicidade

Estrutura
141 leitos
20 leitos em UTI
1 centro cirúrgico
2 salas cirúrgicas
Enfermarias
Área de emergência
Unidades de terapia intensiva
Unidades de cuidados intermediários e isolamento
Consultórios
Área de apoio para as equipes e atendimento domiciliar
Farmácia
Salas de fisioterapia e estar
Solário
Auditório
Biblioteca
Salas de aula
Lanchonete
Capela

Exames
Endoscopia
Colonoscopia
Broncoscopia
Tomografia
Raio X
Ecocografia
Eletrocardiograma

Central de Laudos
Atenderá seis centros municipais de urgências médicas: Fazendinha, Boqueirão, Boa Vista, Sítio Cercado, CIC e Cajuru.

Atenção Domiciliar
São 10 equipes para Serviço de Atenção Domiciliar: Saúde em Casa.

Especialidades
Anestesia
Cardiologia
Clínica Geral – Emergência
Clínica Médica
Cirurgia Geral
Cirurgia Torácica
Cirurgia Vascular
Endocrinologia
Geriatria
Infectologia
Medicina Intensiva
Medicina do Trabalho
Neurologia
Nutrologia
Pneumologia
Psiquiatria
Radiologia

Saiba quem foi Zilda Arns

Médica especializada em pediatria, sanitarista e doutora. Criadora das pastorais da Criança e da Pessoa Idosa, Zilda Arns foi indicada ao prêmio Nobel da Paz em 2006.

Zilda Arns Neumann nasceu em 1934, na cidade de Forquilha (SC). Em 1959, concluiu o curso de Medicina na Universidade Federal do Paraná. Especializou-se em Educação Física e Pediatria Social. Iniciou como médica pediatra no Hospital de Crianças Cezar Pernetta, em Curitiba.

Zilda Arns foi diretora da Associação Filantrópica Saza Lattes, onde organizou postos de saúde materno-infantil e coordenou o treinamento de alunas em magistérios e médicos residentes.

Em 1979, coordenou o Ano Internacional da Criança no Paraná, evento apoiado pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), com a participação no Ministério da Saúde. No ano seguinte, comandou a campanha de vacinação contra a poliomielite no Estado.

Em 1983, fundou e coordenou a Pastoral da Criança, órgão pertencente à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).
Por sua luta em prol da infância, Zilda Arns recebeu diversos prêmios e títulos nacionais e internacionais. Além da indicação ao Nobel, um dos prêmios internacionais de destaque foi o título como “heroína da saúde pública das Américas”, concedido pela Organização Pan-Americana de Saúde (Opas).