Geral

Cachorro passa a morar em cemitério depois da morte do dono

Da Redação ·

O nome do cachorro é Rambo. Há três anos ele se mudou para o cemitério do município de Mamborê, no norte do Paraná. Diariamente, caminha entre os túmulos e é dócil.

continua após publicidade

Porém, o lugar preferido é perto do túmulo do antigo dono – um homem que morava sozinho e, por isso, faziam companhia um ao outro.

continua após publicidade

Agora, quem acolheu o cachorro foi o coveiro, que brinca e dá carinho. Foi esse coveiro quem rebatizou: “Chamei de Rambo porque ele é guerreiro. Só briga com outros cachorros”. Esse coveiro diz também que Rambo é um amigo, porque senão trabalharia sozinho.

Apesar da amizade dos dois, o coveiro acha que cemitério não é lugar para cachorro. Rambo anda brigando demais e está machucado, precisando de uma nova casa.