Geral

Impasse pode atrasar contratação de 2 mil PMs no Paraná

Da Redação ·

Impasse pode atrasar contratação de 2 mil policiais militares no Paraná
PM prorrogou validade de concurso realizado em 2009.
Associação de Defesa dos Policiais Militares entrou na Justiça contra decisão.

continua após publicidade

Um impasse entre o comando da Polícia Militar (PM) do Paraná e Associação de Defesa dos Policiais Militares (Amai) pode atrasar a contratação de policiais anunciada pelo Governo Estadual. A PM prorrogou a validade de um concurso realizado em 2009, ação questionada pela Amai na Justiça.

continua após publicidade

Em 2009, a PM aprovou 13 mil candidatos. Com o anúncio da contratação de dois mil policiais, feito no último dia 15, ocorreu a prorrogação da validade do último concurso. De acordo com o comando da PM, cerca de 300 que já foram aprovados em testes físicos e psicológicos devem ser chamados nos próximos dias para o curso de formação – que tem um ano de duração. Os 1,7 mil restantes ainda precisam passar por testes, para que até fevereiro todos esteja em sala de aula.

continua após publicidade

No entanto, a Amai foi à Justiça para invalidar a ação da PM. De acordo com o presidente da Associação, Elizeu Ferraz, uma lei aprovada em 2010 determina que só podem participar de concursos da PM candidatos com ensino superior completo, por isso, defende uma nova seleção para a contratação do novo efetivo. “Um novo concurso, com as regras novas - estabelecidas pela Constituição”, disse.

O comandante da PM, Marcos Scheremeta, afirmou que a situação não preocupa. “Estamos apoiados em firmes posições jurídicas dizendo que o concurso que foi prorrogado está sob a égide de uma regra que está em vigor”, justificou.