Geral

Obama tenta convencer palestinos a desistir de adesão à ONU

Da Redação ·
Obama tenta convencer palestinos a desistir de adesão à ONU
fonte: Arquivo
Obama tenta convencer palestinos a desistir de adesão à ONU

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, fará nesta quarta-feira um apelo público para que a Autoridade Nacional Palestina (ANP) desista de pedir o reconhecimento do Estado palestino pela Organização das Nações Unidas (ONU). O pedido será feito no discurso de Obama durante a Assembleia Geral da organização, que começa hoje, e será seguido de reuniões separadas com líderes palestinos e israelenses para tentar convencê-los a voltar às negociações.

continua após publicidade

O presidente da ANP, Mahmoud Abbas, pretende formalizar o pedido de adesão à ONU na sexta-feira. Durante a reunião com o líder palestino nesta quarta-feira, Obama pretende pedir que ele desista da medida.

"O presidente dirá privadamente o que dirá em público: que os EUA não acreditam que esta seja a melhor forma de tornar realidade as aspirações palestinas", afirmou o assessor-adjunto de Segurança Nacional da Casa Branca, Ben Rhodes. "Não há atalho para a paz".

continua após publicidade

Os governos israelense e americano dizem que o reconhecimento do Estado palestino deveria se dar por meio de negociações diretas, e que o pedido palestino à ONU inviabilizará o processo de paz do Oriente Médio. Os palestinos dizem que se viram obrigados a recorrer à ONU devido à paralisação das negociações com Israel.

Obama quer evitar que a questão chegue ao Conselho de Segurança - onde as adesões precisam ser aprovadas - porque o uso do poder de veto acarretaria graves riscos políticos para os EUA num momento de turbulências políticas no Oriente Médio.