Geral

Sudanês acusado de bruxaria é decapitado na Arábia Saudita

Da Redação ·

Um sudanês acusado de bruxaria foi condenado à morte e decapitado com uma espada nesta segunda-feira, em Medina, oeste de Arábia Saudita, anunciou o Ministério do Interior.

continua após publicidade

Abdelhamid Husein al-Feki foi declarado culpado de "praticar bruxaria e magia" proibidas no reino, indicou o ministério em um comunicado publicado pela agência oficial Spa.

Com esta decapitação, sobe para 42 o número de execuções na Arábia Saudita desde o começo do ano, segundo uma contagem da AFP e da Anistia Internacional.

continua após publicidade

Lei islâmica: crimes como estupro, tráfico de drogas e assassinatos não são permitidos.