Geral

Caminhada pela liberdade religiosa une milhares de pessoas

Da Redação ·

A Quarta Caminhada em Defesa da Liberdade Religiosa teve início neste domingo na Praia de Copacabana e uniu milhares de pessoas de diferentes religiões em clima festivo, de alegria e paz. Candomblecistas, muçulmanos, hare Krishnas, devotos do Santo Daime, bahá’ís, umbandistas, católicos, evangélicos, wiccanos, kardecistas, judeus e outros religiosos marcaram presença no local.

continua após publicidade

O cantor e compositor Arlindo Cruz apresentou o evento na Praça do Lido. É uma atração muito esperada.

continua após publicidade

O interlocutor da Comissão de Combate à Intolerância Religiosa (CCIR), Ivanir dos Santos, fez um discurso no primeiro trio, pediu pelo fim da discriminação com todas as religiões e pelo combate à perseguição dos afro-descendentes.

continua após publicidade

"É preciso lembrar que 2011 é o ano dos afros-descendentes, mas há ainda muito preconceito em relação às nossas religiões. Não é possível que o Brasil, com sua diversidade, aceite isso. Queremos deixar um País de paz para as nossas próximas gerações. Ninguém tem o direito de nos demonizar", falou.

A caminhada contou com uma manifestação pedindo pela implementação da Lei 10.639/03, que institui as histórias da África e da Cultura Afro-brasileira nas escolas do Brasil, e pela criação do Plano de Combate à Intolerância Religiosa.

continua após publicidade

O secretário Rodrigo Neves disse que a Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos estava orgulhosa de participar do evento. "Até mesmo porque o Rio de Janeiro será sede de eventos muito importantes como a Copa e Olimpíadas. Sempre apoiaremos esta caminhada. O Rio tem que ser exemplo de respeito e de um lugar em que se encontre uma sociedade mais justa e democrática. Parabéns por esta linda paisagem", declarou.