Geral

Defesa Civil confirma mais uma morte pelas chuvas em SC

Da Redação ·

A Defesa Civil de Santa Catarina confirmou na manhã desta sexta-feira (9) mais uma morte relacionada à chuva no estado. Dois homens estavam em um barco no Bairro Pamplona, em Rio do Sul, quando o remo atingiu um fio de alta tensão. Um deles morreu no local e o outro foi hospitalizado, segundo o major Emerson Nerin.

continua após publicidade

Na quinta-feira (8), uma morte já havia sido confirmada em Guabiruba, a 110 km de Florianópolis. A vítima é um homem de 65 anos, que morreu após subir no telhado de sua casa e a estrutura desabar.

Três pessoas ficaram feridas devido à enxurrada - um em Ilhota e outro em Ascurra – e 39 doentes.

continua após publicidade

Subiu para 15 o número de cidades que decretaram situação de emergência em Santa Catarina devido às fortes chuvas que atingem o estado desde segunda-feira (5). Novo balanço da Defesa Civil do estado mostra que, agora, são mais de 660,8 mil o número de pessoas afetadas pelas inundações, sendo que mais de 37 mil estão fora de casa.

As 15 cidades que estão em situação de emergência desde o início da noite são Angelina, Bocaina do Sul, Brusque, Caçador, Correia Pinto, Ituporanga, Leoberto Leal, José Boiteux, Navegantes, Pouso Redondo, Rio das Antas, Rio dos Cedros, São João Batista, Tijucas e Witmarsum.

Segundo o major Aldo Batista Neto, da Defesa Civil, há comunidades isoladas pelas águas em quatro cidades: Ilhota, Blumenau, Itajaí e Agronômica. "Pode haver mais comunidades isoladas em outras cidades e ainda não recebemos informação. Estamos montando uma força-tarefa para, com ajuda de helicópteros, conseguir chegar às regiões que precisam de ajuda", diz o oficial.

continua após publicidade

A Defesa Civil de Santa Catarina confirmou na manhã desta sexta-feira (9) mais uma morte relacionada à chuva no estado. Dois homens estavam em um barco no Bairro Pamplona, em Rio do Sul, quando o remo atingiu um fio de alta tensão. Um deles morreu no local e o outro foi hospitalizado, segundo o major Emerson Nerin.

Na quinta-feira (8), uma morte já havia sido confirmada em Guabiruba, a 110 km de Florianópolis. A vítima é um homem de 65 anos, que morreu após subir no telhado de sua casa e a estrutura desabar.

Três pessoas ficaram feridas devido à enxurrada - um em Ilhota e outro em Ascurra – e 39 doentes.

continua após publicidade

Subiu para 15 o número de cidades que decretaram situação de emergência em Santa Catarina devido às fortes chuvas que atingem o estado desde segunda-feira (5). Novo balanço da Defesa Civil do estado mostra que, agora, são mais de 660,8 mil o número de pessoas afetadas pelas inundações, sendo que mais de 37 mil estão fora de casa.

As 15 cidades que estão em situação de emergência desde o início da noite são Angelina, Bocaina do Sul, Brusque, Caçador, Correia Pinto, Ituporanga, Leoberto Leal, José Boiteux, Navegantes, Pouso Redondo, Rio das Antas, Rio dos Cedros, São João Batista, Tijucas e Witmarsum.

continua após publicidade

Segundo o major Aldo Batista Neto, da Defesa Civil, há comunidades isoladas pelas águas em quatro cidades: Ilhota, Blumenau, Itajaí e Agronômica. "Pode haver mais comunidades isoladas em outras cidades e ainda não recebemos informação. Estamos montando uma força-tarefa para, com ajuda de helicópteros, conseguir chegar às regiões que precisam de ajuda", diz o oficial.

Em Itajaí, 1.647 pessoas foram levadas para abrigos. Mais de 5 mil casas foram destruídas em Navegantes. No estado, são 7.284 casas danificadas e 61 prédios públicos com danos.

Rio Itajaí-Açu sobe 12 metros Nesta sexta, o nível do Rio Itajaí-Açu, em Blumenau, está 12,4 metros acima do normal, e deve continuar subindo pela manhã. Várias ruas estão inundadas pela água, que invade casas e carros. Esta já é considerada a pior enchente dos últimos 20 anos na cidade.

A Defesa Civil de Blumenau informou que 70% da cidade foi atingida por deslizamentos e alagamentos em razão do aumento do nível do rio Itajaí-Açu. Trinta e dois bairros foram atingidos. Ao todo, 72 abrigos estão aptos a receber desalojados.

O maior número de desabrigados no estado foi registrado em Blumenau: são quase 15 mil, além de 280 mil foram afetados pelas enchentes, seguida de Brusque, com 105.495 mil afetados.

Deslizamentos de terra Em Jaraguá do Sul, onde 5 mil pessoas foram afetadas pelas chuvas, o deslizamento de terra em um morro no bairro de Tifa Martins atingiu o muro dos fundos de uma casa. A residência havia sido interditada em 2009 pela Defesa Civil, mas era ocupada por um casal e os três filhos. O barro chegou até a lavanderia, mas ninguém ficou ferido, informou a prefeitura.