Esportes

'Vou me aposentar com os 2 cinturões', diz Amanda Nunes após finalizar Anderson

Da Redação ·

A brasileira Amanda Nunes manteve pela segunda vez o cinturão peso-pena (até 66kg) na noite de sábado ao derrotar, com uma atuação impecável, a australiana Megan Anderson por finalização. Ela usou uma combinação de triângulo e chave de braço no UFC 259, realizado em Las Vegas, nos Estados Unidos, para chegar à vitória ainda no primeiro round.

continua após publicidade

A baiana, que se tornou mãe em setembro do ano passado, comemorou muito o triunfo com sua filha Raegan e a esposa, a também lutadora Nina Ansaroff. Ela conseguiu sua sétima defesa de cinturão no UFC e reforçou que é a maior da história do MMA feminino. Além das duas pelo peso-pena, a brasileira também manteve o título do peso-galo (até 61kg) em cinco oportunidades.

"Uma leoa é sempre perigosa, mas quando ela tem um filhote, ninguém pode pará-la. Ninguém vai me vencer, vou me aposentar com os dois cinturões", afirmou a confiante Amanda, que conquistou a 12ª vitória consecutiva e possui a segunda maior sequência do Ultimate na atualidade, atrás apenas de Kamaru Usman, com 13.

continua após publicidade

"Para cada oponente, tenho uma estratégia. Não posso entrar no octógono sem planos A, B e C, porque você não sabe se algo vai dar errado. Você tem que estar pronta, e eu queria finalizar a Megan. Eu não queria nocauteá-la. Eu fui no meu ritmo. Eu vi que ela já estava derrotada, mas eu queria encerrar a luta no chão com meu jiu-jítsu", completou a dona do cinturão do peso-pena.

No combate, apesar da desvantagem de envergadura, Amanda não demorou a conectar duros golpes que atordoaram Anderson. A australiana tentou aplicar uma queda, facilmente defendida pela brasileira, que acertou mais alguns golpes antes de ir para as costas da adversária, encaixar um triângulo e estender o braço de Megan, forçando-a a bater em desistência aos 2min03s do primeiro round.

Outros brasileiros também lutaram no UFC 259 em Las Vegas. Então segundo colocado do ranking dos meio-pesados, Thiago Marreta, foi derrotado pelo austríaco Aleksandar Rakic por decisão unânime, e Rogério Bontorin foi nocauteado pelo neozelandês Kai Kara-France. Ele passou boa parte do primeiro round nas costas do adversário, em busca de um mata leão, mas levou três golpes limpos no final da luta e acabou derrotado.

continua após publicidade

No duelo brasileiro da noite, Amanda Lemos teve sua melhor performance no octógono até aqui e conquistou seu terceiro triunfo consecutivo na organização ao vencer Livinha Souza, por nocaute técnico no primeiro round.

"A luta foi exatamente como treinei. Eu sabia o que estava me esperando e que ela buscaria a luta agarrada. Consegui impor meu jogo o tempo todo e funcionou. Meu ponto forte é o ponto fraco dela. Me mantive na estratégia e conseguir sair com a vitória", avaliou Amanda.