Mais lidas

    Esportes

    Esportes

    Vettel ignora críticos e diz não ter nada a provar: 'Não ligo para o que pensam'

    Escrito por Da Redação
    Publicado em 10.03.2021, 10:40:00 Editado em 10.03.2021, 10:47:10
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    Tetracampeão mundial de Fórmula 1 entre os anos de 2010 e 2013, o alemão Sebastian Vettel vem passando longe nas últimas temporadas de repetir o sucesso que teve com a Red Bull. Mudou para a Ferrari em 2015, mas foi ofuscado pelos títulos conquistados pelo inglês Lewis Hamilton e pelo compatriota Nico Rosberg na Mercedes. Mas agora na Aston Martin, sente que não tem nada a provar para seus críticos, afirmando que "não está interessado no que os outros dizem".

    Para explicar isso, Vettel disse que o pentacampeão dos anos 1950, o argentino Juan Manuel Fangio, é esquecido pelos mais jovens, o que gerou polêmica nos bastidores da Fórmula 1.

    "Não me interessa o que as pessoas dizem. É mais sobre deixar meu ponto claro para a equipe, para mim mesmo, em vez dos demais. Nosso mundo muda rápido demais e isso é bom porque se não você fica preso no passado e fica dizendo que Juan Manuel Fangio é o salvador entre todos os pilotos. Não tenho dúvidas, ele foi muito, muito especial. Mas se você pergunta a um fã de 15 anos quem foi Fangio, não sei se eles saberão", afirmou.

    "E isso é bom. O tempo passa. E especialmente hoje em dia, Fangio tem um legado maior do que qualquer um de nós jamais terá, independente de vitórias ou mais. E isso é bom. Seguir em frente é bom. Então tenho certeza de que quando eu disser adeus à Fórmula 1, serei esquecido rapidamente e tudo bem. Isso é saudável. Então é por isso que não ligo em provar algo para as pessoas e prefiro focar em mim mesmo, o que está na minha frente", prosseguiu Vettel.

    A Aston Martin expressou confiança em ajudar Vettel a redescobrir sua melhor forma, acreditando que o modelo AMR21 para a temporada 2021 se encaixa em seu estilo de pilotagem. A equipe já está impressionada com como ele está se acostumando ao novo ambiente.

    Otmar Szafnauer, chefe da Aston Martin, colocou um período de três a cinco anos para que a equipe passe a ser candidata ao título. Perguntado se espera seguir sendo parte do projeto nesse intervalo e se ele visa mais um campeonato no futuro, Vettel acredita que sim.

    "Não estou muito velho. Há pilotos mais velhos no grid. Não acho que seja uma questão de idade. Acredito que depende do carro que você tem e da equipe ao seu redor. Tudo depende de mim. Isso sempre esteve em mim. Em termos de idade, ainda tenho muito tempo pela frente, mas depende também das circunstâncias e como as coisas estarão no futuro", completou o piloto de 33 anos.

    Com 53 vitórias, Vettel é o terceiro maior vencedor da história da Fórmula 1, apenas atrás do também alemão Michael Schumacher (91) e Hamilton (95). No entanto, o alemão não ganha nenhuma corrida desde o GP de Cingapura de 2019.

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Esportes

    Deixe seu comentário sobre: "Vettel ignora críticos e diz não ter nada a provar: 'Não ligo para o que pensam'"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.