Esportes

Verstappen é punido por colisão com Hamilton, mas mantém 2ª colocação na Arábia

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

Após reunião com Max Verstappen e Lewis Hamilton, os comissários da Fórmula 1 determinaram uma punição adicional de 10 segundos e dois pontos na superlicença ao piloto holandês da Red Bull pela redução de velocidade que resultou em uma colisão com o inglês da Mercedes no GP da Arábia Saudita. Mas a decisão, anunciada já na madrugada de segunda-feira, no horário local (início da noite de domingo no Brasil), não muda o resultado da corrida, já que o terceiro colocado, o finlandês Valtteri Bottas, ficou a 16 segundos ao final da corrida no circuito urbano de Jeddah.

continua após publicidade

Instruído a devolver a posição após disputa na Curva 1, o piloto da Red Bull diminuiu no setor 3 para que o rival passasse, mas este encheu a sua traseira. Segundo a Mercedes, eles não foram informados de que isso seria feito e a direção de prova respondeu falando que haviam avisado.

Os comissários ouviram Hamilton e Verstappen, além dos representantes das equipes e revisaram as evidências de vídeo e telemetria, determinando que o holandês é predominantemente culpado no caso, a mesma decisão tomada no acidente de ambos em Monza, na Itália.

continua após publicidade

"Na curva 21, Verstappen recebeu a instrução de devolver a posição para Hamilton, mas alertado pela equipe para fazer isso de modo estratégico. Verstappen reduziu significativamente na curva 26. Mas ficou óbvio que nenhum dos dois pilotos queria estar na liderança na zona de detecção do DRS. O piloto do carro 33 disse que se questionou porque Hamilton não havia ultrapassado e ele disse que não estava ciente que o rival estava devolvendo a posição no momento, sem entender o motivo da redução", informou os comissários.

"Na decisão de penalizar Verstappen, o ponto chave para os comissários foi a frenagem repentina do carro, resultando em uma desaceleração de 2,4G. Enquanto aceitamos que Hamilton poderia ter ultrapassado Verstappen quando este reduziu pela primeira vez, entendemos porque nenhum deles gostaria de estar na frente na zona de DRS", prosseguiu.

"Porém, a frenagem repentina de Verstappen foi determinada pelos comissários como errática e por isso ele é considerado predominantemente culpado, recebendo uma penalização de 10 segundos, uma decisão típica deste tipo de incidente", finalizou a nota oficial dos comissários da prova saudita.

continua após publicidade

Verstappen lidera o Mundial de Pilotos no critério de desempate. Ele e Hamilton estão com 369,5 pontos antes da decisão no GP de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, no próximo domingo. O piloto da Red Bull fica na frente pelo maior número de vitórias na temporada (9 a 8).

Confira o resultado final do GP da Arábia Saudita:

1.º - Lewis Hamilton (ING/Mercedes) - 2h06min15s118, após 50 voltas

continua após publicidade

2.º - Max Verstappen (HOL/Red Bull) - a 21s825

3.º - Valtteri Bottas (FIN/Mercedes) - a 27s531

continua após publicidade

4.º - Esteban Ocon (FRA/Alpine) - a 27s633

5.º - Daniel Ricciardo (AUS/McLaren) - a 40s121

6.º - Pierre Gasly (FRA/AlphaTauri) - a 41s613

continua após publicidade

7.º - Charles Leclerc (MON/Ferrari) - a 44s475

8.º - Carlos Sainz Jr. (ESP/Ferrari) - a 46s606

9.º - Antonio Giovinazzi (ITA/Alfa Romeo) - a 58s505

continua após publicidade

10.º - Lando Norris (ING/McLaren) - a 1min01s358

11.º - Lance Stroll (CAN/Aston Martin) - a 1min17s212

continua após publicidade

12.º - Nicholas Latifi (CAN/Williams) - a 1min23s249

13.º - Fernando Alonso (ESP/Alpine) - a 1 volta

14.º - Yuki Tsunoda (JAP/AlphaTauri) - a 1 volta

15.º - Kimi Raikkonen (FIN/Alfa Romeo) - a 1 volta

Não completaram a prova:

Sebastian Vettel (ALE/Aston Martin)

Sergio Pérez (MEX/Red Bull)

Nikita Mazepin (RUS/Haas)

George Russell (ING/Williams)

Mick Schumacher (ALE/Haas)