Esportes

Veiga repete Benedetto e Palmeiras perde 5ª disputa de pênaltis seguida com Abel

Ricardo Magatti (via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

Existe uma deficiência no elenco do Palmeiras que o técnico Abel Ferreira ainda não conseguiu resolver. É a incompetência nas penalidades, seja em cobranças durante a partida ou na disputa que definem uma classificação, como aconteceu nesta quinta-feira. Diante do São Paulo, o time alviverde parou em Jandrei na marca da cal e caiu precocemente na Copa do Brasil.

continua após publicidade

Esse gargalo existe desde antes da chegada de Abel Ferreira, visto que, nas últimas dez disputas por pênaltis, antes, portanto, da chegada do português, o Palmeiras perdeu oito e ganhou somente duas. A última que venceu foi há quase dois anos, em agosto de 2020, e lhe rendeu um título, o do Paulistão, com vitória sobre o Corinthians na decisão.

Abel, porém, não viu sua equipe sair vencedora de uma disputa sequer de penalidades desde chegou, visto que o Palmeiras perdeu nas últimas cinco ocasiões: Copa do Brasil 2022 (São Paulo), Copa do Brasil 2021 (CRB), Recopa Sul-Americana 2021 (Defensa y Justicia), Supercopa do Brasil 2021 (Flamengo) e Mundial de Clubes 2020 (Al Ahly).

continua após publicidade

"Tem a ver com competência. Infelizmente, se calhar, não tenhamos jogadores para bater pênaltis com essa calma. Acredito que um dia vamos ganhar."

Duas dessas cinco disputas valiam taças, contra o Flamengo e o Defensa. Portanto, a ineficácia dos atletas da marca da cal fez o Palmeiras perder a chance de acrescentar duas taças à sua galeria.

Nesse vasto grupo de jogadores incapazes de balançar as redes a 11 metros do ponto médio da linha do gol, Raphael Veiga destoava. Até há pouco menos de dois meses, o meio-campista havia convertido todas as 24 cobranças que tinha batido com a camisa alviverde.

continua após publicidade

No entanto, no fim de maio, explodiu a trave em jogo contra o Santos, pelo Brasileirão. Depois disso, nada deu certo mais da marca da cal, tanto que, nesta quarta, ele viveu o que talvez tenha sido a noite mais infeliz de sua carreira ao errar duas cobranças diante do São Paulo. Na primeira, que faria o Palmeiras abrir 3 a 0, ele isolou, emulando Benedetto diante do Corinthians. O meia teve a chance de se redimir na disputa por pênaltis, mas abriu a série parando em Jandrei.

Veiga quis dar uma satisfação à torcida. Depois da partida, afirmou que "não tem ninguém nesse mundo mais chateado" que ele. "A vida é muito louca. Há um mês me intitulavam como um 'dos caras' para bater pênalti. Hoje errei dois no mesmo jogo", lamentou o artilheiro do Palmeiras em 2022, com 19 gols.

Ele disse ser "nem o melhor e nem o pior" e assumiu sua parcela de culpa pela eliminação precoce do Palmeiras na Copa do Brasil. "Errar às vezes, assumir as responsabilidades sempre. Assumo a minha responsabilidade na noite de hoje", completou o meia canhoto, que disse estar focado em melhorar. "Amanhã é um novo dia."