Esportes

Vasco cansa no segundo tempo e permite empate do Boavista em São Januário

Da Redação ·

O Vasco só empatou com o Boavista, neste sábado, em São Januário, por 1 a 1, em duelo válido pela segunda rodada da Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato Carioca. Diante de sua torcida, o Vasco sentiu a falta de um preparo físico mais aprimorado na segunda etapa e permitiu a reação do adversário.

continua após publicidade

Com quatro pontos, o Vasco divide a liderança com o Flamengo, enquanto o Boavista somou o segundo empate consecutivo na competição e fica na sexta colocação.

O Vasco apresentou muitas dificuldades na construção das jogadas no primeiro tempo. Juninho carregou a bola até o campo de ataque, mas não encontrou com quem tabelar. O veterano Nenê, muito marcado, não conseguiu movimentar o setor ofensivo e até se irritou, reclamou da arbitragem e acabou recebendo o cartão amarelo.

continua após publicidade

Bruno Nazário pela esquerda e Gabriel Pec pela direita se posicionaram muito afastados dos meias vascaínos, tornando mais fácil a marcação da zaga do Boavista.

O Vasco só foi levar perigo para a meta de Fernando, aos 24 minutos, quando Raniel ajeitou para a finalização de Weverton e boa defesa do goleiro do Boavista. Três minutos depois, Raniel mostrou talento para matar a bola, mas falhou na hora do chute.

Mesmo apagado nos primeiros 45 minutos, Nenê quase abriu o placar, aos 41, ao cobrar falta bem ao seu estilo. Fernando, mais uma vez, foi bem e evitou o gol do Vasco.

continua após publicidade

Pelo lado do Boavista, como acontece nas últimas temporadas, o time mostrou bom padrão de jogo e só não foi melhor na primeira etapa por causa da bela atuação do zagueiro Anderson Conceição, o melhor em campo até o intervalo.

O Vasco voltou mais objetivo na etapa final. Depois de Bruno Nazário quase abrir o placar, aos sete minutos, Raniel fez o gol, aos nove, após receber bela assistência de Nenê. O toque com classe do atacante foi diferenciado.

Apesar da desvantagem no placar, o Boavista não desanimou e o técnico Leandrão fez três alterações em busca de mais fôlego para a equipe. As mudanças deram resultado e Miguel, aos 29 minutos, quase empatou, forçando Thiago Rodrigues a fazer bela defesa.

continua após publicidade

O Vasco começou a mostrar problemas na parte física e o Boavista aproveitou para empatar, aos 38 minutos. Wandinho foi esperto para desviar o cruzamento de Matheus Alessandro pela ponta-direita.

Apesar de todas as dificuldades, o Vasco ainda teve a última oportunidade da partida com Figueiredo, mas o atacante finalizou muito mal.

continua após publicidade

FICHA TÉCNICA

VASCO 1 X 1 BOAVISTA

VASCO - Thiago Rodrigues; Weverton, Ulisses, Anderson Conceição e Edimar; Yuri Lara (Getúlio), Juninho (Galarza), Nenê, Gabriel Pec (Isaque) e Bruno Nazário (Matheus Barbosa); Raniel (Figueiredo). Técnico: Zé Ricardo.

continua após publicidade

BOAVISTA - Fernando; Wellington Silva (Luiz Felipe), Diogo Rangel, Kadu Fernandes e Bull (Miguel); Ralph (Wandinho), Marquinho (Ryan Guilherme), Biel, Matheus Alessandro e Marquinhos; Di María. Técnico: Leandrão.

GOLS - Raniel aos nove e Wandinho aos 38 minutos do segundo tempo.

JUIZ - Rodrigo Carvalhaes de Miranda.

CARTÕES AMARELOS - Nenê, Bruno Nazário, Matheus Alessandro, Weverton e Raniel.

RENDA E PÚBLICO - Não divulgados.

LOCAL - São Januário.