Esportes

Vasco bate Cruzeiro, quebra invencibilidade do rival e consolida vaga no G-4

(via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

No jogo mais aguardado da rodada da Série B, o Vasco venceu o Cruzeiro, por 1 a 0, no Maracanã, no Rio, pela 12ª rodada. Getúlio fez o único gol da partida, que contou com a presença de mais de 63 mil torcedores nas arquibancadas.

continua após publicidade

O Vasco segue sendo o único time sem derrota no campeonato, acumulando agora seis vitórias e seis empates. O time carioca segue em terceiro lugar, com 24 pontos - sete pontos a mais que o Grêmio (5º), mas que ainda jogará na segunda-feira, contra o Sport, fora de casa.

Já o Cruzeiro viu cair a invencibilidade de dez jogos na temporada, sendo oito vitórias consecutivas. Ainda assim, permanece com folga na liderança isolada, com 28 pontos - três pontos a mais que o Bahia (2º), com 25.

continua após publicidade

O primeiro tempo foi bastante estudado e com os dois times priorizando a marcação antes de sair para o ataque. Nos primeiros minutos, o Vasco assustou em jogadas pelo alto, quando Gabriel Dias e Anderson Conceição aproveitaram cruzamentos e cabecearam pela linha de fundo.

Após a pressão inicial do Vasco, o Cruzeiro encaixou troca de passes e respondeu aos 13 minutos, quando Edu aproveitou cruzamento de Bidu e testou para fora. Animado, os mineiros forçaram a marcação e assustaram aos 20, quando Thiago Rodrigues saiu jogando errado, mas Quintero se recuperou.

O Vasco adotou postura mais defensiva em meio a troca de passes do Cruzeiro e ainda assim abriu o placar. Aos 23 minutos, Nenê recebeu no lado esquerdo e cruzou na área. Getúlio apareceu por trás da marcação e de peixinho mandou para as redes, sem chances de defesa para Rafael Cabral.

continua após publicidade

A desvantagem no placar obrigou o Cruzeiro a ser mais incisivo e foram criadas duas chances de gol antes do intervalo. Aos 27 minutos, em chute forte de Bidu de fora da área, e depois aos 33, quando Edu tocou para Willian Oliveira e ele finalizou nas mãos do goleiro vascaíno.

Ao contrário do primeiro tempo, a etapa final foi bem fraca tecnicamente. O Cruzeiro esteve mais organizado e chegou perto do empate. Aos 19 minutos, Bidu aproveitou sobra dentro da área e chutou cruzado. A bola passou por Thiago Rodrigues, mas não por Quintero, que interceptou para fora.

Conforme o tempo foi passando, o jogo voltou a esquentar. Aos 35 minutos, Bidu se atrapalhou com a bola dentro da área, mas ainda assim finalizou para defesa de Thiago Rodrigues. Só que o Vasco respondeu aos 37, quando Danilo Boza cabeceou e Rafael Cabral se esticou para fazer defesa.

continua após publicidade

Antes do apito final, aos 42, o Cruzeiro tentou pela última vez em finalização de Filipe Machado que passou muito perto da trave de Thiago Rodrigues, mas pela linha de fundo, não conseguindo evitar a vitória do Vasco.

O Vasco volta a campo no sábado para enfrentar o Londrina, às 16 horas, no estádio do Café, no Paraná. Já o Cruzeiro, na quinta-feira, receberá a Ponte Preta, às 16 horas, no Mineirão, em Belo Horizonte.

continua após publicidade

FICHA TÉCNICA

VASCO 1 X 0 CRUZEIRO

VASCO - Thiago Rodrigues; Gabriel Dias (Weverton), Quintero (Danilo Boza), Anderson Conceição e Edimar; Yuri Lara, Matheus Barbosa (Juninho) e Nenê (Palacios); Gabriel Pec, Getúlio (Raniel) e Figueiredo. Técnico: Emílio Faro (interino).

continua após publicidade

CRUZEIRO - Rafael Cabral; Geovane (Rafael Santos), Oliveira e Zé Ivaldo; Léo Pais (Rafa Silva), Willian Oliveira, Neto Moura, Fernando Canesín (Machado) e Bidu; Jajá (Daniel Júnior) e Edu. Técnico: Paulo Pezzolano.

GOL - Getúlio, aos 23 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Anderson Daronco (RS).

CARTÕES AMARELOS - Matheus Barbosa, Geovane e Neto Moura.

PÚBLICO - 58.659 pagantes (63.608 total).

RENDA - R$ 2.284.230,58.

LOCAL - Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).