Esportes

Trio de R$ 2,2 bilhões fica abaixo das expectativas no Campeonato Espanhol

Da Redação ·

Eden Hazard, João Félix e Antoine Griezmann custaram juntos 346 milhões de euros (R$ 2,2 bilhões na cotação atual), mas tiveram de se contentar com uma vaga no banco de reservas, após os treinadores de Real Madrid, Atlético de Madrid e Barcelona, respectivamente, colocarem a estratégia de jogo à frente dos valores individuais no último fim de semana. Três das mais badaladas contratações do Campeonato Espanhol dos últimos anos ainda estão abaixo das expectativas e foram colocadas no centro do debate sobre a relação custo x benefício em um momento em que os clubes sofrem com a queda de receitas em meio à pandemia do novo coronavírus.

continua após publicidade

O caso que mais chama atenção é o de Hazard, contratação recorde do Real Madrid por 100 milhões de euros (R$ 650 milhões), em 2019. O belga se recuperou recentemente da última de uma longa série de lesões, mas foi deixado de fora dos 11 titulares pelo terceiro jogo consecutivo na vitória em casa por 2 a 0 sobre o Celta no sábado.

Marco Asensio, que custou ao Real Madrid apenas 4 milhões de euros (R$ 25 milhões) em 2014, começou a partida e mais do que justificou a decisão do técnico francês Zinedine Zidane ao marcar um gol e participar do outro. Depois de uma passagem de sete anos pelo Chelsea, Hazard chegou ao Real Madrid cercado de grande expectativa - mais de 50 mil pessoas foram à sua apresentação no estádio Santiago Bernabéu -, mas ainda não conseguiu brilhar na capital espanhola. Por causa de uma série de problemas físicos, não pode atuar em ao menos metade dos jogos do Real desde a sua contratação.

continua após publicidade

No dia seguinte, todos foram surpreendidos quando um João Félix em perfeita condição física foi deixado de fora do time do Atlético de Madrid para enfrentar o Alavés, com Angel Correa recebendo uma chance no time titular. O atacante de 20 anos, que custou 126 milhões de euros (R$ 818 milhões) após uma temporada no Benfica, entrou no jogo no segundo tempo e deu o passe para o uruguaio Luis Suárez marcar.

"Foi minha escolha. Acredito que o trabalho duro que Correa coloca no lado direito nos serviria bem. Tinha de escolher jogadores para a minha estratégia", explicou o técnico do Atlético de Madrid, o argentino Diego Simeone. O treinador, inclusive, fez uma mudança tática em função do garoto português e agora o time joga com as linhas mais adiantadas e mais posse de bola.

Félix chegou ao Atlético de Madrid logo após Antoine Griezmann se mudar para o Barcelona por 120 milhões de euros (R$ 779 milhões) e a difícil passagem do atacante francês na Catalunha teve mais um capítulo quando ele foi preterido na vitória por 1 a 0 sobre o último colocado, o Huesca. O técnico holandês Ronald Koeman optou por escalar o dinamarquês Martin Braithwaite.

continua após publicidade

Até agora, Griezmann e Lionel Messi não conseguiram estabelecer uma boa conexão dentro de campo. Muito contestado pela torcida, o francês já deu algumas declarações polêmicas sobre o companheiro e virou coadjuvante no elenco do Barcelona.

A expectativa era de que Griezmann pudesse ganhar mais espaço no esquema de Koeman com a lesão do brasileiro Philippe Coutinho, que operou o joelho esquerdo e ficará três meses fora de combate, mas, até agora, o francês ainda não deu sinais de reação. Na Espanha, inclusive, há quem especule que o Barcelona pode colocar Griezmann à venda durante a atual janela de transferências, que se estenderá até 1.º de fevereiro.