Três meses após renunciar, Djokovic tenta voltar ao Conselho de Jogadores da ATP - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Esportes

Três meses após renunciar, Djokovic tenta voltar ao Conselho de Jogadores da ATP

Escrito por Da Redação
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

Três meses após renunciar ao Conselho dos Jogadores da Associação dos Tenistas Profissionais (ATP) e criar polêmica no circuito, o sérvio Novak Djokovic se candidatou para tentar voltar ao Conselho. A eleição para escolher os novos membros da entidade será realizada no mês de dezembro e será oficializada no início de janeiro.

"O Djokovic já se candidatou, já saiu a lista", confirmou ao Estadão o tenista brasileiro Bruno Soares, que vem integrando o Conselho nos últimos anos. "Ele não comunicou a ninguém e nem acho que precisaria. Isso é algo pessoal. Cada um se candidata se quiser."

Além de Djokovic, o canadense Vasek Pospisil também vai tentar voltar ao Conselho. As duas candidaturas surpreendem porque ambos os tenistas lideraram um movimento de criação de uma nova associação, a chamada "Professional Tennis Players Association" (PTPA), no fim de agosto, às vésperas do US Open.

A iniciativa reuniu dezenas de tenistas e causou críticas e rápida divisão no circuito masculino. O movimento foi questionado pela ATP, pela Associação de Tênis Feminino (WTA), pela Federação Internacional de Tênis (ITF) e pelo Conselho dos quatro torneios de Grand Slam. Até ídolos, como o suíço Roger Federer e o espanhol Rafael Nadal, vieram a público para reprovar a iniciativa de Djokovic e outros tenistas de relevância no circuito, principalmente por ter sido proposta em meio à pandemia do novo coronavírus.

Na época, o número 1 do mundo e Pospisil alegaram que somente a criação da PTPA poderia atender aos interesses dos tenistas. E, para tanto, o sérvio e o canadense renunciaram aos seus cargos no Conselho de Jogadores da ATP. Djokovic era o presidente.

Membro atual do Conselho, Bruno Soares não escondeu a surpresa com a candidatura do sérvio. "O possível retorno dele eu acho um pouco estranho. Caso ele seja eleito, acho que temos que aguardar para ver quais são as ideias dele. Há três meses ele saiu do Conselho para formar a PTPA, buscando tudo o que ele já declarou. Agora ele se candidatando de volta... Acho uma situação realmente um pouco estranha."

De acordo com a imprensa britânica, a tentativa de retorno de Djokovic e Pospisil se deve às dificuldades que a dupla vem enfrentando para emplacar a nova entidade. Poucos tenistas estariam embarcando na iniciativa.

"Não sei o que acontece na PTPA, mas sei que ele está querendo participar de forma mais ativa do Conselho de novo, de dentro. Temos que ver as ideias de cada um. O grande objetivo de quem está no Conselho de Jogadores é pensar como um grupo e pensar o que é melhor para o tênis e para nós, os jogadores", disse Soares.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Deixe seu comentário sobre: "Três meses após renunciar, Djokovic tenta voltar ao Conselho de Jogadores da ATP"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.