Esportes

Tottenham supera o Aston Villa e volta a sonhar com vaga na Liga dos Campeões

Da Redação ·

O técnico José Mourinho não esconde de ninguém que a sua missão é colocar o Tottenham na próxima edição da Liga dos Campeões da Europa. Um grande feito em um país que vem dominando a competição nos últimos anos, sempre garantindo seus representantes entre os melhores. Neste domingo, o português conduziu o time de Londres a mais uma vitória, que o deixou a três pontos da meta: 2 a 0 sobre o Aston Villa, fora de casa.

continua após publicidade

Reabilitado de derrota por 2 a 1 diante do Arsenal, o Tottenham subiu para o sexto lugar com 48 pontos, três atrás do Chelsea, hoje o último garantido na Liga dos Campeões. Entre eles ainda aparece o West Ham, com 49.

Como já fez nos confrontos diretos com os dois concorrentes, o Tottenham sabe que precisa engatar sequência positiva para sonhar com a tão desejada classificação. Evitar o efeito gangorra se tornou obrigação. Neste domingo, o time cumpriu bem sua missão. Saiu na frente com Lucas Moura servindo o compatriota brasileiro Carlos Augusto e definiu com o artilheiro Harry Kane, convertendo a cobrança do pênalti que ele mesmo sofreu.

continua após publicidade

Na próxima rodada, os comandados de José Mourinho jogam outra fora de casa. Mas novamente com um oponente fazendo campanha fraca. Visitam o Newcastle, no estádio St. James Park, em Newcastle, sonhando em novo salto na tabela de classificação.

Quem não consegue emplacar no Campeonato Inglês é o Arsenal. Depois da bela vitória sobre o Tottenham, na rodada passada, passou enorme sufoco neste domingo, ficando em desvantagem de 3 a 0 diante do West Ham. Em uma reação incrível, buscou a igualdade, mas segue para trás amargando o nono lugar.

Lingard, Bowen e Soucek colocaram os mandantes em ótima vantagem com somente 32 minutos de jogo. Porém, o Arsenal mostrou forte poder de reação para buscar ao menos um ponto. O mesmo Soucek, que marcou a favor, e Dawson jogaram contra o patrimônio, anotando contra. O Arsenal lutou até o fim e o francês Lacazette definiu um impressionante 3 a 3 em baita reação.