Esportes

Torcida empurra o Vasco para a vitória sobre o Operário por 3 a 0

Único invicto, o cruzmaltino segue na cola do líder Cruzeiro

(via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
Os jogadores se abraçaram, pularam e vibraram perto dos torcedores
fonte: Daniel Ramalho/Vasco
Os jogadores se abraçaram, pularam e vibraram perto dos torcedores

Mais uma vez empurrado por sua torcida, que voltou a lotar São Januário e fazer dele um verdadeiro caldeirão, o Vasco venceu o Operário-PR, por 3 a 0, nesta sexta-feira à noite, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Único invicto, o cruzmaltino segue na cola do líder Cruzeiro e, neste momento, estão separados por apenas um ponto: 30 a 31.

continua após publicidade

Após esta oitava vitória, o Vasco parece determinado a garantir sua volta à elite em 2023. Abriu 10 pontos de vantagem sobre o Sport, o quinto colocado. Metade de pontos já está garantida, porque, em princípio, a marca de 60 pontos deve confirmar o acesso.

Não foi aquela atuação primorosa, mas isso pouco importava para os torcedores eufóricos, enlouquecidos que faziam tremer as arquibancadas. Os gols saíram no segundo tempo. O primeiro em cruzamento de Nenê, desviado de cabeça por Quintero, aos 33 minutos do segundo tempo. Nenê ampliou, de pênalti, aos 43 minutos, sem correr risco. Bateu no alto e forte, sem chance de defesa para o goleiro.

continua após publicidade

Por fim, um golaço de falta de Palacios, aos 50 minutos, em um chute que passou por cima da barreira e entrou no ângulo, balançando as redes e emocionando a torcida. E também o próprio chileno que comemorou seu primeiro gol no Brasil tirando a camisa se atirando no gramado e chorando. Recebeu o cartão amarelo.

Ao final do jogo a festa continuou por mais 20 minutos. Os jogadores se abraçaram, pularam e vibraram perto dos torcedores.

E pensar que no primeiro tempo, o Operário-PR surpreendeu com uma marcação alta. Além de finalizar duas vezes com perigo, em chutes de Reniê e Tomas Bastos, exigindo boas defesas de Thiago Rodrigues. Mas a noite estava mesmo iluminada para os vascaínos, que deixaram o time paranaense com 16 pontos e na 11ª colocação.

continua após publicidade

Os times voltam a campo pela Série B ainda nesta semana. Sem tempo para pensar na festança de São Januário, o Operário agora volta para Ponta Grossa (PR), onde recebe, na próxima segunda-feira, no estádio Germano Kruger, às 20h, a Chapecoense, na partida que abre a 15ª rodada. Enquanto isso, o Vasco entrará em campo somente na quarta-feira, quando encara o Novorizontino, no estádio Jorge Ismael de Biasi, no interior paulsta, a partir das 21h30.

FICHA TÉCNICA

VASCO 3 X 0 OPERÁRIO-PR

continua após publicidade

VASCO - Thiago Rodrigues; Weverton, Quintero, Anderson Conceição e Edimar; Yuri Lara (Juninho), Andrey dos Santos e Nenê (Matheus Barbosa); Figueiredo, Getúlio (Palacios) e Gabriel Pec (Raniel). Técnico: Maurício Souza.

OPERÁRIO-PR - Simão; Thales (Ronald), Reniê e Willian Machado (Júnior Brandão); Arnaldo, Ricardinho, Tomas Bastos (Reina), Giovanni Pavani (Giovani Albuquerque) e Fabiano; Paulo Sérgio e Silvinho (Felipe Saraiva). Técnico: Claudinei Oliveira.

continua após publicidade

GOLS - Quintero, aos 33, Nenê, pênalti, aos 43 e Palácios, de falta, aos 50 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Vinícius Gonçalves Dias Araújo (SP)

CARTÕES AMARELOS - Yuri Lara, Palacios (Vasco); Thales, Willian Machado, Paulo Sérgio (Operário-PR).

RENDA - R$ 579.022,00.

PÚBLICO - 21.739 torcedores.

LOCAL Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro (RJ).

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News