Técnico da seleção de basquete feminino vai comandar time angolano - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Esportes

Técnico da seleção de basquete feminino vai comandar time angolano

Foto por Pedro Ramos
Escrito por Da Redação
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

O técnico José Neto conciliará a seleção feminina de basquete com o Atlético Petro de Luanda, de Angola. No time africano, ele dirigirá o elenco masculino. Será o retorno de Neto ao comando de um clube após dois anos, quando encerrou a passagem de seis temporadas pelo Flamengo. O preparador físico Diego Falcão, parte da comissão técnica da seleção e parceiro do treinador há 14 anos, também integra o projeto na África.

"Participar de competições de alto nível é sempre uma excelente oportunidade de aprendizado, aprimoramento, execução. Enfim, competir faz você melhorar. Assim como é muito importante para as jogadoras da seleção brasileira estarem em atividade, mesmo quando não há competições pela seleção, não é diferente com o treinador", disse Neto, em comunicado da Confederação Brasileira de Basquete (CBB).

"No início do nosso trabalho com a seleção feminina, tivemos uma sequência de quatro competições seguidas em apenas sete meses, durante os quais também trabalhamos intensamente na implementação da metodologia de trabalho. O foco principal foi o de iniciar este projeto de reestruturação do basquete feminino brasileiro. A possibilidade de assumir um clube em caráter concomitante com a seleção sempre foi uma opção aberta", completou o treinador, de 49 anos.

José Neto assumiu a seleção feminina há um ano, às portas dos Jogos Pan-Americanos de Lima (Peru). Apesar do pouco tempo de trabalho, a equipe foi medalhista de ouro na capital peruana, feito que não era alcançado desde 1991. Em seguida, o time ficou em terceiro na Copa América, classificando-se ao pré-olímpico da França. A seleção, porém, foi superada por Austrália, Porto Rico e pelas anfitriãs e ficou fora dos Jogos de Tóquio (Japão), no ano que vem.

Paulista de Itapetininga, região metropolitana de Sorocaba, Neto teve seu trabalho de mais destaque no Flamengo, com a conquista de quatro edições do Novo Basquete Brasil (NBB), uma Liga das Américas (atual Champions League, a Libertadores da modalidade) e um Intercontinental. Antes da seleção feminina, o técnico dirigiu por quatro meses o Levanga Hokkaido, do Japão, na primeira experiência internacional da carreira.

Novo time do treinador brasileiro, o Atlético Petro de Luanda tem 13 títulos nacionais de basquete e dois da Liga dos Campeões africanos, o último deles em 2015. A partir de 2020, a principal competição do continente passa a se chamar BAL (Liga Africana de Basquete, na sigla em inglês), organizada em parceria pela NBA, principal liga norte-americana da modalidade, e a Federação Internacional de Basquete (Fiba). O Petro é o representante de Angola no torneio, que, devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19), não tem data para começar.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Deixe seu comentário sobre: "Técnico da seleção de basquete feminino vai comandar time angolano"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Candidatos

Não encontramos candidatos com o filtro selecionado.