Esportes

Sylvinho se despede do Corinthians com agradecimentos e 'respeito à torcida'

Da Redação ·

Sylvinho não conseguiu conquistar a admiração do torcedor nos oito meses dirigindo o Corinthians. Foi demitido após derrota diante do Santos (2 a 1) por causa da grande pressão das arquibancadas. Nesta quinta-feira, o treinador se despediu com agradecimentos e evitando atritos com a torcida, a quem declarou o "maior respeito."

continua após publicidade

Foram 43 partidas no comando da equipe e o maior feito foi levar a equipe diretamente à fase de grupos da Copa Libertadores. O técnico jamais conseguiu agradar no Corinthians por causa da alternância de resultados e apenas 48% de aproveitamento. Há tempos o torcedor cobrava sua saída.

Com Sylvinho foram 16 vitórias, 14 empates, 13 derrotas e somente dois triunfos em sete clássicos. De todos os resultados positivos, apenas dois tiveram diferença de dois gols. Do mais, placares apertados e falta de futebol vistoso. Mesmo assim, o técnico parece sair satisfeito.

continua após publicidade

"Quero agradecer a oportunidade de poder ter retornado ao Corinthians para trabalhar como treinador do clube que me formou como atleta. Foi motivo de muito orgulho ter colaborado, nesses oito meses, com um processo que resultou no retorno do clube à Libertadores, além de ter participado da formação e consolidação de jovens jogadores que, assim como eu no passado, tiveram a oportunidade de vestir essa camisa", listou, engrandecendo seu trabalho.

"Agradeço também aos jogadores com mais tempo de casa e aos que chegaram no decorrer do trabalho. Aos dirigentes e funcionários do clube, alguns ainda de minha época como jogador, meu muito obrigado por todo apoio e suporte", seguiu. "Foi um período de ótima convivência e muita dedicação. Ao torcedor corintiano, a quem eu tenho o privilégio de conhecer há muito tempo, o meu mais profundo respeito. Foi muito bonito testemunhar novamente sua paixão e apoio incondicional ao time. Um grande abraço a todos."

A diretoria do Corinthians trabalha para anunciar um substituto rapidamente. Mas busca um treinador de ponta. Desde a saída de Tite para a seleção brasileira, apenas Fábio Carille se firmou em dez trocas de direção. O clube conta com auxílio de parceira para investir em um técnico de renome, mas descartou Renato Gaúcho após o desprezo com a proposta em 2021. O comandante ficou esperando para assumir o Flamengo na época.