Esportes

Senegal aproveita expulsões e elimina Cabo Verde; Marrocos vira contra o Malawi

Da Redação ·

Senegal e Marrocos tiveram trabalho, mas confirmaram o favoritismo nesta terça-feira e estão garantidos nas quartas de final da Copa Africana das Nações. A seleção senegalesa fez 2 a 0 em Cabo Verde apenas após o rival ter dois atletas expulsos, enquanto os marroquinos suaram para virar diante do Malawi, por 2 a 1.

continua após publicidade

Depois de garantir classificação na fase de grupos com dois empates em 0 a 0 e uma vitória por 1 a 0 contra Zimbábue, com gol de pênalti, nos acréscimos, a seleção senegalesa finalmente viu seu ataque "desencantar" com bola rolando no Estádio Kouekong, em Bafoussam.

E, mesmo assim, novamente sofrendo para dar trabalho ao goleiro rival. Nos primeiros 45 minutos, foi apenas uma finalização perigosa de Senegal, do astro Mané, defendida por Vozinha. Vale lembrar que a seleção de Cabo Verde jogava com um a menos desde os 21 minutos. Após dar uma entrada dura, Patrick Andrade recebeu cartão amarelo. Mas o VAR entrou em ação e o árbitro acabou mudando a cor do cartão, deixando Cabo Verde em desvantagem numérica. Mesmo assim, a equipe de menor população na África ainda se segurou bem e sem sustos até o intervalo.

continua após publicidade

A história do jogo mudaria após choque forte entre Vozinha e Mané aos 12 da etapa final. O goleiro quase desmaiou no lance e ainda acabou expulso. Com dois jogadores a mais, Senegal festejou pouco depois, com seu camisa 10 fazendo 1 a 0. Sentindo dores pelo choque e com suspeita de concussão, o atacante acabou substituído. Mas ainda viu, nos acréscimos, Dieng selar a vaga nas quartas de final. Senegal aguarda Mali ou Guiné Equatorial, que se encaram nesta quarta-feira.

O Marrocos também não teve vida fácil nas oitavas. Mesmo favorito, saiu perdendo com gol rápido e belo do Malawi. Mhango fez 1 a 0 com somente sete minutos, batendo de muito longe e encobrindo o goleiro Bounou. O empate veio apenas nos acréscimos, com En-Nesyri se redimindo de pênalti perdido na rodada passada e marcando com categoria.

Na fase final, um lance de bola parada acabou sendo decisivo, aos 25 minutos. Considerado o melhor lateral-direito do mundo, Hakimi mostrou que vai além de um ótimo apoiador. O companheiro de Messi e Neymar no PSG ajeitou uma falta pelo lado esquerdo e, mesmo com o lance propício para canhotos, mandou no ângulo de Thom e fez enorme festa no estádio Ahmadou Ahidjo.

O forte Marrocos comandado por Vahid Halilhodzic segurou a vantagem até o fim e agora aguarda o vencedor de Egito x Costa do Marfim, que fecham as oitavas nesta quarta-feira.