Esportes

Seleção masculina de handebol vence Coreia do Sul em Pré-Olímpico

Da Redação ·

Após sofrer derrota para a Noruega, na sexta, a seleção brasileira masculina de handebol se reergueu diante da Coreia do Sul e conseguiu conquistar a necessária vitória para seguir na luta por uma vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em Podgorica, em Montenegro. Após o revés sofrido no jogo anterior, sua estreia, o time brasileiro conseguiu a vitória por 30 a 24 e agora atinge a segunda posição do quadrangular, superando a equipe asiática.

continua após publicidade

Agora, o Brasil precisa vencer o Chile para não depender de combinação de resultados para chegar à Olimpíada, mas mesmo perdendo para o adversário sul-americano, a vaga ainda pode chegar nas mãos brasileiras. O Chile perdeu da Coreia do Sul na primeira rodada, portanto, não encontra-se em boa situação para classificação, precisando superar a Noruega a qualquer custo. Nesse momento, uma derrota da equipe nórdica pode ser perigosa para o Brasil, por isso, a vitória, ou ao menos empate, ante o Chile ainda é a única forma de garantir a vaga.

O jogo foi marcado pelo domínio da seleção brasileira, que ofereceu forte defesa e mostrava ataques de forma alternada, deixando tanto para os armadores quanto para os pontas o papel. O ritmo de jogo era quente, com um Brasil que sabia que não podia perder e já iniciou o jogo abrindo vantagem de 4 a 1. A Coreia do Sul, no entanto, reagiu rapidamente e chegou até a virar o placar no início, por 6 a 5 após se valer de erros brasileiros para se sobressair.

continua após publicidade

Neste momento, a defesa brasileira passou a brilhar, com belos momentos como a jogada do goleiro Bombom ao defender uma cobrança de sete metros. Com isso, o Brasil logo virou o jogo e passou a criar vantagem novamente. O time asiático se viu acuado e, após dura entrada em Felipe Borges, Jeong Yi Kyeong recebeu cartão vermelho. Esse episódio apenas aumentou a confiança brasileira, que seguiu pressionando e chegou a abrir vantagem de 5 pontos, mas chegou ao intervalo com 13 a 9.

No segundo tempo, as modificações da equipe brasileira, ao inserir mais meias e centrais no time, fizeram efeito. O adversário apenas conseguiu alguma vantagem após duas exclusões de dois que o Brasil passou. Ainda assim, a vitória já estava se consolidando e não foi o suficiente para gerar uma virada por parte da Coreia do Sul. Com a presença de Leo Dutra, o Brasil conseguiu subir ainda mais o ritmo de jogo, graças a seus ótimos arremessos e seguia em vantagem. O rival asiático ainda buscava a vitória e conseguiu até mesmo reduzir a diferença, após o Brasil tropeçar em algumas finalizações.

O resultado, porém, foi definido com dois gols nos instantes derradeiros da partida, fazendo com o que o Brasil conseguisse o placar de 30 a 24. Entre os jogadores que brilharam na vitória, Chiuffa foi o artilheiro da partida, trazendo sete gols para a equipe brasileira, seguido por Léo Dutra, com 4 gols e Rogério, Haniel, Gustavo e Vini, todos com 3 gols cada.