Esportes

Seleção de basquete embarca para o Pré-Mundial sem Patty Teixeira, com covid-19

Da Redação ·

A seleção feminina de basquete embarcou para Belgrado, nesta segunda-feira, desfalcada da ala-armadora Patty Teixeira, do Sampaio Basquete, que testou positivo para a covid-19 e ficará em isolamento em São Paulo até ser liberada para se juntar às outras 13 companheiras convocadas para o Pré-Mundial da Sérvia.

continua após publicidade

O Brasil disputará entre os dias 10 e 13 de fevereiro a classificação à Copa do Mundo da Austrália, marcada para setembro. Na sede de Belgrado, enfrentará Austrália, Sérvia e Coreia do Sul. Como australianas já estão garantidas por serem país-sede, serão três seleções buscando duas vagas.

Patty Teixeira imaginava estar ao lado das companheiras que embarcaram no Aeroporto de Guarulhos, mas o último teste para a covid-19 acabou adiando o seu embarque. A seleção estará completa apenas na capital sérvia, pois há atletas vindo de Estados Unidos, Itália, Eslovênia, Espanha e Portugal.

continua após publicidade

Lays, Thayná, Aline Moura e Mariane se apresentaram ao lado do auxiliar João Camargo Neto, do médico Dr. Paulo Szeles, da fisioterapeuta Jordana Reis, e da administradora Monica Atílio. Stephanie e Kamilla embarcam dos EUA, Alana, Érika e Débora, da Espanha; Tainá, da Itália; Ramona, da Eslovênia; Rapha Monteiro e Jeanne, de Portugal; O técnico José Neto e o preparador físico Diego Falcão partem de Angola, enquanto o auxiliar Virgil Lopez e a gerente Adriana Santos saem da França.

A seleção brasileira contará com 14 jogadoras na fase de treinos em Belgrado, no Vizura Sports Center, que dura até o dia 6 de fevereiro. O técnico José Neto terá de fazer dois cortes na lista no dia seguinte, quando todos irão para a bolha da FIBA. Os brasileiros já estiveram no local antes do Pré-Olímpico de Bourges, em 2020, e elogiaram bastante a estrutura, que une hospedagem, alimentação e treinos sem necessidade de deslocamentos.