Esportes

São Paulo projeta abrir sete pontos de vantagem sobre o vice-líder nesta semana

Da Redação ·

Depois de chegar à liderança do Campeonato Brasileiro e conseguir se manter na primeira posição, o São Paulo começa a semana confiante de que pode até mesmo disparar e criar uma vantagem para o Atlético-MG. A vitória por 1 a 0 sobre o Sport, no domingo, no estádio do Morumbi, consolidou o time na ponta e aumentou a expectativa para a partida desta quarta contra o Botafogo, novamente na capital paulista. Se vencer, a distância para o vice-líder aumentará para sete pontos.

continua após publicidade

O gol de Luciano aos 13 minutos do primeiro tempo garantiu ao São Paulo o resultado positivo diante do Sport. A equipe tricolor não teve um futebol brilhante, mas soube controlar o jogo diante do adversário e não passou sustos. Apesar de o técnico Fernando Diniz ter cobrado no segundo tempo um futebol mais intenso, o time conseguiu administrar a vantagem. "Fomos eficientes no primeiro tempo e no segundo tempo faltou fazer o gol para aumentar o placar", explicou Luciano, autor do gol da vitória.

A vitória magra levou o São Paulo a se garantir na liderança sem depender de outros resultados. A equipe iniciou pela primeira vez uma rodada como líder, fez o dever de casa para assegurar o posto e agora já sonha com a abertura de uma possível vantagem sobre os rivais diretos. "Hoje (domingo) o time jogou bem. Jogando dessa forma, vamos ter chance de ganhar os jogos", avaliou Fernando Diniz.

continua após publicidade

O encontro contra o Botafogo vale pela 18.ª rodada e vai colocar o São Paulo com a mesma quantidade de jogos dos demais concorrentes. O luxo de ter uma partida isolada no meio de semana faz a equipe ter um discurso de humildade. "Pés no chão porque a gente tem que conseguir ficar na ponta do campeonato. Agora é descansar e pensar no Botafogo", disse Luciano.

A equipe carioca vive momento péssimo. São oito rodadas seguidas sem vencer, cinco derrotas consecutivas e com o técnico Eduardo Barroca afastado por causa da covid-19. O time está na zona de rebaixamento e enfrenta grave crise.

Por isso, o São Paulo tem boa chance para vencer e chegar aos 50 pontos ante 43 do rival direto. Há ainda uma outra vantagem em termos de logística. A equipe vai fazer os três próximos jogos na capital paulista. Após o Botafogo, o adversário será o Corinthians, fora de casa, e depois será a vez de receber o Atlético-MG, no estádio do Morumbi.

Na opinião do treinador, mais do que ter assumido a liderança, o maior ponto forte do São Paulo é estar em evolução. "O tempo ajuda muito as construções táticas e os jogadores vão se entendendo melhor. Os resultados positivos dão confiança. Temos de melhorar para os próximos jogos e é preciso respeitar o Botafogo. Precisamos trabalhar e fazer o nosso melhor", explicou.