MAIS LIDAS
VER TODOS

Esportes

Santos tem 'alma lavada' após 2ª vitória seguida no Paulistão em reencontro com a Vila

O Santos venceu o segundo jogo seguido ao bater a Ponte Preta por 3 a 1, nesta quinta-feira, na Vila Belmiro. Sob forte chuva, a equipe pôde "lavar a alma" no que foi o primeiro encontro do time com a Vila Belmiro desde o rebaixamento no Brasileirão de 20

Leonardo Catto (via Agência Estado)

·
Escrito por Leonardo Catto (via Agência Estado)
Publicado em 25.01.2024, 21:47:00 Editado em 25.01.2024, 21:51:20
Imagen google News
Siga o TNOnline no Google News
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.
Continua após publicidade

O Santos venceu o segundo jogo seguido ao bater a Ponte Preta por 3 a 1, nesta quinta-feira, na Vila Belmiro. Sob forte chuva, a equipe pôde "lavar a alma" no que foi o primeiro encontro do time com a Vila Belmiro desde o rebaixamento no Brasileirão de 2023. É a primeira vez que o clube vence duas partidas seguidas no Paulistão desde janeiro de 2020, quando bateu o Guarani e a Inter de Limeira.

continua após publicidade

O jogo começou acelerado. Logo aos dois minutos, a Ponte Preta teve a oportunidade de colocar a bola na área do Santos depois de uma falta. Entretanto, a chuva dificultou as chances e obrigou os dois times a utilizar o jogo aéreo.

Para buscar as bolas cruzadas, o Santos utilizou Pedrinho e Guilherme pelos lados. Aos 10 minutos, pela esquerda, Guilherme cruzou buscando Giuliano. O zagueiro da Ponte tentou tirar, mas colocou a bola nos pés do meia santista. Enquanto a torcida do Santos ainda cantava "mil gols", em homenagem a Pelé no minuto 10 da partida, o camisa 10 mandou para as redes, sem chances para o goleiro.

continua após publicidade

Sete minutos depois, Aderlan fez o cruzamento e encontrou Furch. O atacante dominou e perdeu ângulo, mas ampliou o placar com um chute forte. Mesmo com o 2 a 0, o time de Fábio Carille manteve a busca intensa para permanecer no ataque. Sem a bola, os jogadores do Santos pressionavam os adversários. A Ponte Preta ficou mais da metade do primeiro tempo sem sequer finalizar.

No segundo tempo, com menos chuva, a bola pôde rolar mais. O que não mudou foi a pressão do Santos, que continuou com o domínio do jogo e quase fez 3 a 0 com Guilherme, mas Pedro Rocha mandou para escanteio. A cobrança de Felipe Jonatan encontrou Giuliano que, de cabeça, fez o segundo dele e o terceiro do Santos.

Fábio Carille viu seus comandados diminuírem a intensidade a partir da metade do segundo tempo. Para mudar o cenário e também poupar peças para o clássico contra o Palmeiras na próxima rodada, o técnico tirou Giuliano e Furch para as entradas de Cazares e Willian Bigode. Do outro lado, João Brigatti tentou uma formação mais vertical com a entrada do centroavante Renato.

continua após publicidade

Aos 30 do segundo tempo, o VAR flagrou mão de Gil dentro da área depois de um escanteio da Ponte Preta. Elvis foi responsável por diminuir o placar para os campinenses. O gol animou os visitantes, que conseguiram pressionar mais o time do Santos. O ímpeto, contudo, não foi suficiente para mudar o placar.

Com o resultado, o Santos lidera o Grupo A com seis pontos. O time volta a campo no domingo contra o Palmeiras no Allianz Parque. Já a Ponte Preta amarga a lanterna do Grupo B, com apenas um ponto da estreia e joga novamente contra a Inter de Limeira, no Moisés Lucarelli, também no domingo.

FICHA TÉCNICA

continua após publicidade

SANTOS 3 x 1 PONTE PRETA

SANTOS - João Paulo; Aderlan, Gil, Joaquim e Felipe Jonatan (Kevyson); João Schmidt (Tomás Rincón), Diego Pituca e Giuliano (Cazares); Pedrinho (Otero), Julio Furch (Willian Bigode) e Guilherme. Técnico: Fábio Carille

continua após publicidade

PONTE PRETA - Pedro Rocha; Luiz Felipe (Gabriel Risso), Castro, Mateus Silva e Igor Inocêncio; Léo Naldi (Renato), Felipinho, Ramon (Emerson Santos), Gabriel Santiago (Elvis) e Dodô; Jeh. Técnico: João Brigatti

GOLS - Giuliano, aos 10 e Furch, aos 18 minutos do primeiro tempo; Giuliano, aos 11 e Elvis aos 32 do segundo tempo

CARTÕES AMARELOS - Mateus Silva.

ÁRBITRO - Fabiano Monteiro dos Santos

PÚBLICO - 10.733 torcedores

RENDA - R$ 568.720,00

LOCAL - Vila Belmiro, em Santos (SP).

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Icone FaceBook
Icone Whattsapp
Icone Linkedin
Icone Twitter

Mais matérias de Esportes

    Deixe seu comentário sobre: "Santos tem 'alma lavada' após 2ª vitória seguida no Paulistão em reencontro com a Vila"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.
    Compartilhe! x

    Inscreva-se na nossa newsletter

    Notícia em primeira mão no início do dia, inscreva-se agora!