Esportes

Santos pode receber punição pesada do STJD por confusão no clássico da Vila

Pedro Ramos (via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

O Santos pode sofrer uma punição pesada do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por conta das cenas lamentáveis na vitória por 1 a 0 sobre o Corinthians, na Vila Belmiro, na última quarta-feira, que resultou na eliminação do time nas oitavas da Copa do Brasil. Cinco torcedores invadiram o gramado e um deles tentou agredir o goleiro Cássio. Além disso, sinalizadores e outros objetos foram arremessados em campo. O clube pode ser enquadrado nos artigos 211 e 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que versam sobre a desordem, invasão e lançamento de objetos, e perder até dez mandos de campo e receber uma multa de até R$ 100 mil. O prazo para oferecer denúncia é de até 30 dias após a partida.

continua após publicidade

"Estamos avaliando os artigos 211 e 213, nos incisos I, II e III. Pode ter punição de multa ou, se entender pela elevada gravidade, perda de mando de campo. Tudo pode acontecer. Vamos avaliar a súmula do jogo que pode relatar algo que não foi pego pelas câmeras. O Grêmio tomou dez perdas de mando (pela invasão de torcedores no gramado na última rodada do Brasileirão de 2021), mas depois cumpriu cinco e houve conversão", explica o procurador do STJD, Ronaldo Piacente, ao Estadão.

A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo informou nesta quinta-feira que cinco pessoas foram detidas após a confusão. "Cinco homens, com idades entre 20 e 33 anos, foram detidos após uma confusão no campo de um estádio de futebol, por volta das 23h09, de quarta-feira (13), no bairro Vila Belmiro, em Santos, litoral paulista. Os autores foram conduzidos ao plantão judiciário da 6ª Delegacia de Polícia de Repressão aos Delitos de Intolerância Esportiva (DRADE), onde foi registrado um Termo Circunstanciado como promover tumulto. O caso e os autores foram encaminhados ao Juizado Especial Criminal (JECRIM)", disse o comunicado. Os torcedores, na sequência, foram liberados.

continua após publicidade

O Santos lamentou o episódio em nota publicada nesta quinta-feira e informou que um dos torcedores identificados é sócio do clube e será expulso do quadro de associados. "O Santos FC já identificou que Gabriel Andrade dos Santos pertence ao quadro de sócios do Clube e iniciará o processo de expulsão. Eventuais danos financeiros que o Clube venha a sofrer, em razão dessa ocorrência, serão cobrados judicialmente dos infratores".

No comunicado, o clube citou nominalmente cada um dos cinco torcedores detidos pela Polícia Militar: Leonardo Valeriano de Souza, Lucas da Silva Ramos, Cristopher Barbosa Barcelos, Matheus da Silva Pereira e Gabriel Andrade dos Santos. Inicialmente, o clube havia divulgado lista com sete torcedores detidos, mas dois deles eram apenas testemunhas.

As ações do Santos para ajudar na investigação podem influenciar a decisão do tribunal. "Mas não é só apresentar nomes. É preciso ver quais são, se são mesmo pessoas envolvidas nessa situação e se foram feitos boletins de ocorrência. Há previsão legal de exclusão da responsabilidade do clube", diz Piacente.

continua após publicidade

Em maio, no confronto contra o Unión La Calera, do Chile, na Copa Sul-Americana, torcedores do Santos invadiram o gramado da Vila Belmiro e tentaram agredir jogadores da equipe adversária. A Conmebol aliviou e apenas multou o Santos em US$ 30 mil (R$ 163 mil), sem perda de mando de campo. O STJD pode seguir um caminho diferente.

"Até o Corinthians pode fazer o requerimento da denúncia ao tribunal também, é permitido. A Conmebol deu só a multa ao Santos no caso da invasão na Copa Sul-Americana. Aqui no Brasil, pode ser multa, perda de mando ou até interdição", explica o advogado Higor Maffei Bellini.

Camisa 10 da seleção brasileira e ídolo do Santos, Neymar lamentou em suas redes sociais as cenas do clássico. "Fico triste pela derrota do Santos, mas o que mais me entristeceu foi ver a atitude desse torcedor. No calor do momento é onde tomamos atitudes que nos fazem se arrepender e nos deixam com vergonha. Espero que isso sirva de lição pra todos os torcedores!", escreveu.

continua após publicidade

PARANÁ FOI PUNIDO COM PERDA DE MANDO

O STJD puniu o Paraná com a perda de cinco mandos de campo em junho por conta da confusão generalizada causada pela invasão de torcedores no gramado da Vila Capanema, ainda em fevereiro, com o rebaixamento do time no campeonato estadual. O Paraná também teve uma multa de R$ 35 mil.

A confusão começou aos 41 minutos do segundo tempo, pouco tempo depois do terceiro gol do União. Torcedores invadiram o gramado e tentaram bater nos jogadores. Houve algumas trocas de socos e chutes, mas os atletas conseguiram entrar nos vestiários. Policiais militares chegaram a usar balas de borracha e bombas de efeito moral para dispersar os invasores.