Esportes

Santos empata e fica com vaga na Copa Sul-Americana; Cuiabá evita rebaixamento

Da Redação ·

O Santos se despediu da temporada 2021 com empate com o Cuiabá por 1 a 1, na Vila Belmiro, e a vaga confirmada na Copa Sul-Americana, na noite desta quinta-feira. O time paulista entrou em campo com chances de obter a vaga na fase preliminar da Copa Libertadores, porém o empate e uma combinação de resultados impediram a classificação. Já o Cuiabá assegurou a permanência na Série A do Campeonato Brasileiro.

continua após publicidade

Longe de empolgar, o Santos fez uma apresentação apática e morna diante da torcida. O técnico Fábio Carille não obteve maior sucesso nos novos testes que fez na equipe e precisou se contentar com o empate. O Santos saiu na frente e buscou a igualdade aos 29 minutos do segundo tempo.

Com o resultado, o time santista encerrou sua participação no Brasileirão na 10ª posição, com 50 pontos, sendo 12 vitórias, 14 empates e 12 derrotas. Mesmo se tivesse vencido nesta quinta, a equipe não conseguiria alcançar a zona de classificação da Libertadores. O Cuiabá, por sua vez, terminou em 15º, com 47.

continua após publicidade

O time do Mato Grosso entrou em campo sem dois jogadores importantes. O atacante Clayson, ex-Corinthians, foi dispensado horas antes pelo clube por ter sido acusado de agressão a uma mulher. Gava foi acusado de estar junto. A direção do time do Mato Grosso decidiu manter o meia no elenco à espera da investigação.

Para o último jogo do Santos no ano, Carille voltou a fazer testes. Escalou o volante Camacho como zagueiro, recuou Marcos Guilherme para atuar como ala. Promoveu o retorno do meia Sandry ao time titular. No ataque, Marinho, Ângelo e Léo Baptistão. Na prática, o time tinha cinco jogadores mais ofensivos, incluindo ainda o ala Lucas Braga.

Com esta formação, a equipe da casa ficou mais vulnerável na defesa. O Cuiabá começou o jogo mais retraído. Mas, quando buscou o ataque, abriu o marcador. Foi aos 15 minutos, quando Pepê cobrou escanteio na área e Marllon escorou de cabeça. As falhas na bola aérea defensiva vinham sendo o ponto fraco do Santos nos últimos dois anos. Mas Carille vinha resolvendo esse problema nesta reta final da temporada.

continua após publicidade

Melhor em campo no primeiro tempo, o Cuiabá teve chance preciosa para chegar ao segundo gol. Aos 28, Pepê recebeu enfiada pelo meio e, cara a cara com João Paulo, parou na grande defesa do goleiro santista.

Do outro lado, o único que dava algum trabalho para a defesa do Cuiabá era o jovem Ângelo. Foi dele a melhor oportunidade do Santos no primeiro tempo. Aos 33, ele acertou forte chute e exigiu boa defesa do goleiro Walter. Voltando de lesão, Leo Baptistão não se encontrava no ataque enquanto Marinho se movimentava pelos dois lados, mas sofria com a marcação. Aos 46, Lucas Braga também levou perigo.

O segundo tempo começou com lentidão e apatia dos dois lados. Até o Santos parecia satisfeito com o placar, apesar da derrota parcial. O jogo morno só ganhou alguma movimentação quando Carille resolveu fazer três mudanças de uma só vez. Sacou Baptistão, Robson Reis e Ângelo para as entradas de Gabriel Pirani, pedido pela torcida, Danilo Boza e Moraes.

continua após publicidade

As alterações fizeram o treinador voltar ao sistema de linha de quatro defensores, com Camacho retomando a posição de volante. Com o meio-campo mais recheado, o Santos assumiu o comando da equipe. Aos 29, veio o empate. Marinho fez boa jogada individual pelo meio e bateu de longe. A finalização foi desviada pela marcação, Lucas Braga pegou o rebote, tirou de Walter e empatou o confronto. O gol evitou a despedida do Santos na temporada 2021 com derrota na Vila Belmiro.

FICHA TÉCNICA:

continua após publicidade

SANTOS 1 x 1 CUIABÁ

SANTOS - João Paulo; Robson Reis (Danilo Boza), Luiz Felipe e Camacho; Marcos Guilherme (Madson), Sandry, Vinícius Zanocelo, Lucas Braga; Marinho (Carlos Sánchez), Ângelo (Moraes) e Leo Baptistão (Gabriel Pirani). Técnico: Fábio Carille.

CUIABÁ - Walter; João Lucas, Paulão, Marllon e Uendel; Camilo, Pepê (Auremir), Max (Yuri Lima) e Felipe Marques (Lucas Hernández); Jonathan Cafu (Lucas Ramon) e Elton (Jenison). Técnico: Jorginho.

continua após publicidade

GOLS - Marllon, aos 15 minutos do primeiro tempo. Lucas Braga, aos 29 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Vinícius Zanocelo e Pepê.

ÁRBITRO - Wagner do Nascimento Magalhães (RJ/Fifa).

RENDA - R$ 219.410,00.

PÚBLICO - 12.444 pagantes.

LOCAL - Vila Belmiro, em Santos (SP).