Esportes

Santos decepciona, perde em casa do América-MG e vê zona do rebaixamento perto

Da Redação ·

O Santos voltou a decepcionar a sua torcida neste sábado. Num confronto direto com o América-MG para fugir do fantasma do rebaixamento, o time de Fábio Carille acusou o mau momento e complicou ainda mais a sua situação. A derrota por 2 a 0 para os mineiros manteve a equipe estacionada nos 29 pontos e no limite para entrar na zona de rebaixamento. A depender dos resultados de Bahia, Sport e Grêmio, a equipe santista pode terminar esta rodada entre os quatro últimos colocados na tabela.

continua após publicidade

O time, que vinha de um empate contra o Sport, vai ter que reunir forças para reagir já no meio de semana, quando enfrenta o Fluminense novamente em casa. Já o América-MG vai conseguindo subir na classificação, soma 35 pontos e vai se instalando no pelotão intermediário.

A campanha preocupante no Brasileirão e o fator casa indicavam um Santos mais ofensivo contra o América-MG. Mas quando a bola rolou, foi a equipe mineira que esteve mais perto de abrir o placar. Logo aos 5 minutos, Alê recuperou a bola no lado esquerdo da área após erro de João Paulo na reposição e tocou para a conclusão de Juninho, que parou no goleiro santista.

continua após publicidade

Surpreso pela postura do time visitante, o Santos tinha dificuldade para sair jogando e só equilibrou as ações a partir da metade do primeiro tempo. O atacante Marinho passou a chamar a responsabilidade e na base das jogadas individuais preocupou a meta de Matheus Cavichioli em duas finalizações de meia distância.

Diego Tardelli cumpria a missão de armador e com isso confundia a marcação do adversário, que se fechou em seu campo e apostou nos contragolpes em velocidade.

Em uma dessas ações, o time da Vila quase chegou ao gol numa bela trama de seu trio de atacantes. Lucas Braga foi acionado do lado esquerdo, aproveitou o espaço e tocou para Marinho que saiu da bola e deixou a sobra para a conclusão de Tardelli com perigo.

continua após publicidade

O Santos passou a ter o domínio da partida e se lançou ao ataque. Tal ousadia, no entanto, acabou custando caro no fim do primeiro tempo. Após um chute perigoso de Sánchez, o goleiro Matheus Cavichioli fez uma ligação direta e jogou a bola para Ademir. O atacante engatou a quinta marcha e só foi parado com falta dentro da área. Além do pênalti, o Santos ainda sofreu outro golpe com a expulsão de Jean Mota (havia acabado de substituir Camacho). Ademir bateu com categoria no canto e fez 1 a 0 para o América-MG.

Com um a menos, o técnico Fábio Carille promoveu duas modificações no intervalo. Madson substituiu Pará e Marcos Guilherme entrou na vaga de Carlos Sánchez. No entanto, foi o América-MG quem voltou a balançar a rede na Vila Belmiro. Num cruzamento da esquerda, o goleiro João Paulo saiu mal e Alê aproveitou a sobra para ampliar o placar e aumentar o sofrimento santista.

Com 2 a 0 a seu favor, o América-MG se sentiu ainda mais à vontade e passou a tocar a bola. Desarticulado, o Santos passou a jogar na base da individualidade para chegar ao gol adversário. Carille ainda tirou Diego Tardelli para a entrada de Angelo, mas o ataque santista se manteve previsível. Marinho, com seus chutes de meia distância, passou a ser a única arma santista para tentar mudar o panorama do jogo. Foi assim numa cobrança de falta aos 21 que Matheus Cavichioli defendeu em dois tempos.

continua após publicidade

Sem posse de bola para tentar criar jogadas de ataque, o Santos ficou refém do toque de bola do América-MG, que se posicionou na defesa e concentrou a partida no meio-campo. Aos 45, o time da casa ainda tentou descontar, mas esbarrou na boa atuação de Matheus Cavichioli, que defendeu dois chutes em sequência de Lucas Braga e Marcos Guilherme. Mas o placar acabou sem alteração.

FICHA TÉCNICA

continua após publicidade

SANTOS 0 x 2 AMÉRICA-MG

SANTOS - João Paulo; Pará (Madson), Velázquez, Danilo Bozza e Felipe Jonathan; Carlos Sánchez (Marcos Guilherme) , Camacho (Jean Mota) e Vinícius Zanocelo (Moraes); Marinho, Diego Tardelli (Angelo) e Lucas Braga. Técnico: Fábio Carille.

AMÉRICA-MG - Matheus Cavichioli; Patric, Eduardo Bauermann, Ricardo Silva e Marlon (João Paulo); Lucas Kal (Zé Ricardo), Juninho (Juninho Valora) e Alê; Felipe Azevedo (Zárate), Ademir e Rodolfo (Geovane). Técnico: Marquinhos Santos.

continua após publicidade

GOLS - Ademir (pênalti) aos 48 minutos do primeiro tempo; Alê aos 2 do segundo.

ÁRBITRO - Marcelo de Lima Henrique (RJ).

CARTÕES AMARELOS - Juninho e Marlon (América-MG).

CARTÃO VERMELHO - Jean Mota (Santos).

RENDA - R$ 131.080,00.

Público - 6.921 pagantes.

LOCAL - Vila Belmiro, em Santos (SP).