Esportes

Santos cede igualdade ao Internacional na Vila Belmiro e soma 5º jogo sem vitória

Glauco de Pierri (via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

O Santos deu a impressão de que alcançaria nesta quarta-feira, contra o Internacional, na Vila Belmiro, a regularidade que o time tanto busca desde a chegada do técnico Fabián Bustos ao comando do time. Na maior parte do tempo, o time conseguiu manter um bom padrão de jogo, mas as chances de gol desperdiçadas no ataque e as grandes defesas do goleiro João Paulo fizeram com que o empate por 1 a 1 representasse a justiça no placar.

continua após publicidade

Esse foi o quinto jogo consecutivo do Santos sem vitórias no Campeonato Brasileiro. Na sequência, o time perdeu para o Goiás, empatou com o Ceará, perdeu para o Palmeiras e empatou novamente com Athletico-PR e Internacional.

A partida começou como se esperava - o Santos apostava na transição rápida do meio para o ataque, para aproveitar a velocidade de seus jogadores de frente, e o Internacional chegava à partir de triangulações bem feitas em seu sistema ofensivo.

continua após publicidade

Os paulistas chegaram com perigo logo aos três minutos, com Bryan Angulo, e os gaúchos responderam aos oito, com Pedro Henrique finalizando para boa defesa do goleiro João Paulo.

Aos 25 surgiu o lance mais discutido da primeira etapa. Primeiro, Léo Baptistão foi derrubado na entrada da área. O árbitro Ramon Abatti Abel marcou pênalti, logo corrigido pelo VAR (Árbitro de Vídeo).

Na cobrança da falta, Lucas Pires cobrou bem a falta e Bauermann cabeceou para abrir o placar. Mas novamente o VAR chamou a arbitragem e assinalou impedimento do zagueiro do Santos, em um lance de avaliação muito difícil, mesmo com as linhas tracejadas pelo sistema computadorizado dos árbitros de vídeo.

continua após publicidade

Até o final do primeiro tempo, o goleiro João Paulo precisou fazer mais duas boas defesas. Do outro lado, após cobrança de escanteio. Bryan Angulo cabeceou na trave.

Na segunda etapa, os papéis se inverteram - o Santos passou a tentar chegar na base do toque de bola e o Inter começou a buscar a transição rápida e os contra-ataques.

O bom toque de bola do Santos fez o time chegar ao primeiro gol aos 20 minutos. Lucas Braga recebeu ótimo passe de Bruninho nas costas da defesa, driblou o goleiro Daniel e tocou para o fundo do gol. A arbitragem assinalou impedimento, mas no lance ajustado pelo VAR, o gol foi validado.

continua após publicidade

O problema do Santos é que pouco tempo depois o time levou o gol de empate. Aos 25, Pedro Henrique costurou pela esquerda, cruzou para trás e Maurício foi travado na hora da finalização. No rebote, o zagueiro Bruno Méndez bateu firme no canto esquerdo alto de João Paulo, sem chances para o goleiro santista.

Depois do empate do Inter o jogo ficou aberto. João Paulo evitou mais dois gols do time gaúcho, um deles em uma grande defesa após cobrança de falta de Carlos de Pena.

continua após publicidade

No ataque, o Santos quase marcou o segundo gol aos 34. Após rebote dentro da área, Lucas Pires encheu o pé, mas Vitão estava na linha do gol - a bola explodiu no peito do jogador do Inter, bateu na trave e saiu.

No fim, nenhum dos times conseguiu encontrar o gol da vitória e o resultado ficou mesmo no empate por 1 a 1, que deixa o Inter na 5ª posição, com 15 pontos, e o Santos fica em 10º, com 13 pontos.

FICHA TÉCNICA

continua após publicidade

SANTOS 1 X 1 INTERNACIONAL

SANTOS - João Paulo; Madson, Maicon, Eduardo Bauermann e Lucas Pires; Rodrigo Fernández, Vinícius Zanocelo (Sandry), Ricardo Goulart (Rwan) e Léo Baptistão (Bruninho); Bryan Angulo (Lucas Barbosa) e Lucas Braga (Gabriel Pirani). Técnico: Fabián Bustos.

INTERNACIONAL - Daniel; Bustos (Bruno Méndez), Vitão, Mercado e Renê; Gabriel, Edenílson (Maurício), Alan Patrick (Taison) e Carlos de Pena; Pedro Henrique (Rodrigo Dourado) e David (Alemão). Técnico: Mano Menezes.

continua após publicidade

GOLS - Lucas Braga, aos 20, e Bruno Mendéz, aos 25 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Ramon Abatti Abel (SC).

CARTÕES AMARELOS - Edenílson (Internacional) e Madson e Rodrigo Fernández (Santos).

PÚBLICO: 8.845 pagantes.

RENDA: R$ 260.880,00

LOCAL - vila Belmiro, em Santos.