Esportes

Renato Augusto admite jogo ruim, questiona pênalti e foca em reação corintiana

Da Redação ·

Ninguém imaginava que o Corinthians pudesse desperdiçar pontos diante do Always Ready, pior time do grupo e candidato a saco de pancadas na Libertadores. Mesmo na altitude. Um dos principais jogadores do elenco alvinegro, o meia Renato Augusto admitiu que faltou bola à equipe, ainda questionou o pênalti no início da partida e pediu para a equipe reagir nos dois duelos que fará seguidos na Neo Química Arena.

continua após publicidade

Sofrer um gol logo no início em uma altitude de 3.600 metros acabou com os planos do técnico Vítor Pereira, que queria fazer o tempo passar com a bola nos pés para encaixar um ataque e vencer os bolivianos.

O pênalti desastroso e infantil de João Pedro coloca pressão no Corinthians, que já não pode mais vacilar se quiser avançar às oitavas de final. O time jamais havia perdido de um rival boliviano na história da competição.

continua após publicidade

"Tivemos um jogo difícil. Não jogamos bem", admitiu Renato Augusto. "Mas teve um pênalti que, na minha opinião, não foi. Se tivéssemos o VAR, talvez não dariam", opinou. O árbitro eletrônico não funciona na fase de grupos, mas também validaria a marcação do árbitro.

O Corinthians foi para o intervalo em desvantagem e nem teve tempo para implantar os pedidos do treinador no segundo tempo. Com um minuto, sofreu outro gol e a reação acabou fazendo água. Renato Augusto pede para os companheiros esquecerem a derrota e já focarem para frente.

O Corinthians hospeda o Deportivo Cali na próxima quarta-feira e o Boca Juniors, no dia 26. "É um torneio difícil e agora temos dois jogos em casa para pontuar e buscar a classificação", enfatizou. Antes, no domingo, a equipe visita o Botafogo, pelo Brasileirão.