Esportes

Reforços tentam mostrar trabalho, mas São Paulo só empata com Ituano no Paulistão

Da Redação ·

Virou o ano, mas nada mudou. O São Paulo, mais uma vez, decepcionou o torcedor que compareceu ao Morumbi neste domingo. A equipe não conseguiu superar a retranca do Ituano, pouco criou e ficou no 0 a 0 com o rival do interior em partida válida pela 2ª rodada do Paulistão.

continua após publicidade

A ideia do técnico Rogério Ceni neste começo de Estadual é de fazer o máximo de testes possíveis. A partida serviu para descansar alguns jogadores e observar atentamente outros. Os cinco novos reforços foram titulares: Jandrei, Alisson, Nikão, Patrick e Rafinha. O capitão Miranda também retomou seu posto entre os iniciantes. As ausências ficaram por conta de Luan e Luciano (machucados), Arboleda (com a seleção do Equador) e Igor Gomes e Talles Costa (diagnosticados com covid-19).

Os primeiros lances da partida foram marcados pelos reforços querendo mostrar trabalho. A pedido de Ceni, Miranda avançou e jogou no campo de ataque. De um lado, Nikão achou Alisson dentro da área, que deu um voleio por cima do gol. Na outra extremidade, Jandrei foi exigido. O arqueiro também mostrou trabalho com os pés, algo bastante valorizado por Rogério Ceni.

continua após publicidade

A linha alta na defesa do time do Morumbi fez com que os visitantes chegassem na área diversas vezes. Os atacantes do Ituano esperaram os mandantes no meio, sem apertar a saída de bola tricolor e aproveitando os contra-ataques rápidos. O São Paulo tentou manter a posse de bola, procurando espaços nas linhas defensivas do Ituano, com muita paciência na troca de passes.

Com relação aos últimos jogos de em 2021, o início do São Paulo mostrou evolução, com jogadas mais treinadas e pensadas. Muito também por conta do papel dos reforços, que queriam mostrar serviço ao professor Ceni em busca de uma vaga entre os 11 iniciantes.

Aos 21, em finalização de Igor Henrique, o árbitro assinalou pênalti, pois Gabriel Sara desviou a trajetória com o braço. O meia são-paulino foi punido com um cartão amarelo. Enquanto Gerson Magrão ajeitou a bola na marca da cal, a torcida gritou o nome de Jandrei, que defendeu a cobrança. Houve muita vibração do goleiro e dos demais jogadores.

continua após publicidade

O jogo foi esfriando conforme foi chegando ao fim do primeiro tempo. O Ituano cresceu mais e tudo que o São Paulo conseguiu foi uma bola na trave após cobrança de escanteio. A torcida desanimou e o vento gelado tomou conta do Morumbi.

Os times voltaram iguais dos vestiários. O Ituano retornou com uma postura mais ofensiva, com mais a posse de bola, tentando agredir mais a defesa são-paulina. Aos 13, os técnicos resolveram mexer bruscamente em seu times. No São Paulo, entraram Reinaldo, Calleri e Caio. Para os visitantes, Rafael Elias, Neto Berola e João Victor foram a campo.

A melhor chance veio aos 21. João Victor ficou cara a cara com Jandrei, mas se enrolou e o chute de esquerda saiu fraco pela linha de fundo. O São Paulo continuou com dificuldades em criar e furar a defesa adversária. A melhor oportunidade aconteceu aos 16, com chute de Alisson após jogada de Calleri. A bola saiu torta e passou à direita do gol.

continua após publicidade

Com exceção de Calleri em alguns lances, as alterações de Ceni não surtiram efeito. O técnico tentou novamente, com as entradas de Pablo Maia e Éder nos lugares de Rodrigo Nestor e Rigoni, respectivamente. O camisa 7, inclusive, teve uma de suas piores exibições no time do Morumbi. O Ituano também mexeu, com Bernardo no lugar de Igor Henrique.

Enfim, o clima frio tomou conta total e a partida terminou sem gols. Com o resultado, o São Paulo segue sem vencer, com um ponto somado na 3ª posição do Grupo B. Já o Ituano pode 'comemorar' o empate fora de casa com o atual campeão. A equipe do interior é a 2ª colocada do Grupo C com 4 pontos, atrás apenas do Palmeiras, que tem um jogo a mais e soma 7 pontos.

continua após publicidade

Os dois rivais estrearam na temporada no meio da semana. O São Paulo foi a campo vindo de uma derrota para o Guarani por 2 a 1, em Campinas, na quinta-feira. Na quarta, o Ituano venceu o Novorizontino em Itu por 2 a 0.

FICHA TÉCNICA:

SÃO PAULO 0 x 0 ITUANO

continua após publicidade

SÃO PAULO - Jandrei; Rafinha, Diego Costa, Miranda e Welington (Caio); Rodrigo Nestor (Pablo Maia), Gabriel Sara, Patrick (Calleri) e Nikão (Reinaldo); Alisson e Rigoni (Éder). Técnico: Rogério Ceni.

ITUANO - Pegorari; Pacheco, Rafael Pereira, Cleberson e Roberto; Jiménez, Lucas Siqueira, Igor Henrique (Bernardo) e Gerson Magrão (Rafael Elias); Calyson (João Victor) e Aylon (Neto Berola). Técnico: Mazola Júnior.

ÁRBITRO - Salim Fende Chávez.

CARTÕES AMARELOS - Gabriel Sara, Miranda, Igor Henrique.

RENDA - R$ 478.617,00

PÚBLICO - 16.312 torcedores

LOCAL - Estádio do Morumbi, em São Paulo.