Esportes

Recuperado da covid-19, Hamilton retoma posto na Mercedes para o GP de Abu Dabi

Da Redação ·

Recuperado da covid-19, Lewis Hamilton retomará seu posto na Mercedes para o GP de Abu Dabi de Fórmula 1, no fim de semana. O piloto inglês testou negativo para o novo coronavírus e já completou o período de quarentena, sendo declarado em boas condições para voltar a correr.

continua após publicidade

Nesta quinta-feira, a Mercedes, a Fórmula 1 e a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) confirmaram que o heptacampeão mundial passou por diversos testes para covid-19, todos com resultado negativo, nos últimos dias. E completou a quarentena no Bahrein, onde apresentou teste positivo no dia 30, antes do GP de Sakhir.

Hamilton foi submetido a novo exame, com mais um resultado negativo, assim que desembarcou em Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos. A prova no Circuito de Yas Marina, no domingo, vai encerrar a tumultuada e encurtada temporada 2020 da Fórmula 1.

continua após publicidade

Com o retorno de Hamilton, seu compatriota George Russell voltará a ocupar o lugar de titular da Williams. No domingo passado, o piloto de 22 anos recebeu sua primeira oportunidade numa equipe grande na F-1. E não desapontou. Chegou a figurar na liderança da prova e esteve na briga pela vitória durante a maior parte da corrida até que a Mercedes cometeu erro grosseiro tanto no seu pit stop quanto no de Valtteri Bottas, comprometendo a corrida de ambos. Russell terminou em nono lugar.

A volta de Hamilton alterou os planos de Russell e da própria Williams, que já havia liberado o piloto para defender novamente a Mercedes. Agora o jovem britânico retornará ao seu time original, devolvendo Jack Aitken para o "banco de reservas" da mesma Williams - Aitken foi o titular do time no domingo passado, seguindo a "dança das cadeiras" das duas equipes.

Em seu retorno, o heptacampeão mantém o favoritismo para a prova final do ano. Ele venceu cinco vezes em Abu Dabi, inclusive nas duas últimas temporadas. No domingo, Hamilton poderá ajudar Bottas a conquistar o vice-campeonato, ameaçado pelo holandês Max Verstappen.

A corrida também vai marcar a despedida de Sebastian Vettel da Ferrari. O tetracampeão mundial vai defender a Aston Martin, novo nome da Racing Point, em 2021.