Esportes

Quarta etapa da Stock Car 2022 será disputada em pista do Aeroporto do Galeão

Da Redação ·

A cidade do Rio sediará no próximo ano a primeira prova da história do automobilismo profissional brasileiro em uma pista de aeroporto. Na manhã desta quarta-feira, foi oficializada a quarta etapa da Stock Car 2022 em uma das pistas do Aeroporto Internacional do Rio, o Galeão. O circuito receberá o nome de Cacá Bueno, piloto carioca que é pentacampeão da modalidade.

continua após publicidade

A prova será realizada em 10 de abril em um traçado de 3.200 metros de extensão e 25 metros de largura - o dobro do habitual. A pista também contará com a maior reta da Stock Car, com mais de mil metros de comprimento. O traçado completo da pista ainda depende de pequenos detalhes para ser divulgado.

Segundo os organizadores, o GP Galeão, como foi batizado, impactará o mínimo possível e não afetará a operação do aeroporto, que seguirá funcionando normalmente. A pista que será utilizada para a corrida é mais afastada. Além disso, de acordo com a assessoria da concessionária que administra o espaço, todos os protocolos já foram ajustados junto à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

continua após publicidade

Presente ao lançamento da etapa, Cacá Bueno foi o primeiro a testar o novo "autódromo" do Rio. Ele correu com seu carro no local para o vídeo promocional do evento. "A pista fica distante da outra (de pousos e decolagens), e como é na transversal, a gente não vai ter a influência do vento (provocado pelas aeronaves) soprando pra gente", disse o piloto ao Estadão. "Vai dar boas fotos, com um avião pousando ao fundo, mas não vai atrapalhar a nossa performance e, pelo que o Galeão diz, também não irá trazer prejuízo para a aviação."

Cacá acredita que a corrida terá características únicas em relação às demais provas do calendário. "O circuito do Galeão tende a ser o mais rápido. A gente ainda tem que validá-lo, com um último treino lá, para ver se não vai ser rápido que nos obrigue a colocar um limitador de sexta (marcha) ou desenhar algum tipo de chicane, por exemplo", considerou. "A largura é o dobro do circuito normal. Isso vai causar a oportunidade de traçados diferentes na aproximação da curva."

O público poderá acompanhar a prova através de arquibancadas que serão erguidas no local. Ainda não foi definida a capacidade total, mas tudo indica que será menor do que a encontrada em autódromos tradicionais.

continua após publicidade

A Stock Car surgiu em 1979, com a cidade do Rio tendo sediado 42 provas a partir de então. Desde 2012, contudo, a capital fluminense não recebe nenhuma etapa da categoria. Isso aconteceu porque o Autódromo de Jacarepaguá, onde eram realizadas as provas, foi demolido para a construção do Parque Olímpico da Barra, principal local de disputas dos Jogos do Rio-2016.

Inédita no Brasil no automobilismo profissional, provas em pistas de aeroportos não chega a ser tão incomum em outros países. O aeroporto de Zeltweg, na Áustria, sediou GPs de Fórmula-1 entre 1963 e 1968. Mais recentemente, a Fórmula Indy teve etapas no Burke Lakefront Airport, em Cleveland, nos Estados Unidos (1982-2007), e no aeroporto de Edmonton, no Canadá (2005-2012). Um pequeno aeroporto da cidade de São Petersburgo, na Flórida, também tem sua pista utilizada como reta dos boxes.