Esportes

Presidente do Nacional diz que Suárez pediu até terça para decidir sobre proposta

(via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

O atacante Luis Suárez pediu até terça-feira para dar uma resposta definitiva sobre a oferta feita pelo Nacional para contratá-lo. O prazo foi revelado por José Fuentes, presidente do clube uruguaio, em entrevista à imprensa local após uma reunião com o presidente do Peñarol, Ignacio Ruglio, e com o ministro do Meio Ambiente do Uruguai, na sede presidencial do país, em Montevidéu.

continua após publicidade

"Estamos bastante ansiosos com a possível chegada de Luis Suárez, ele nos pediu um prazo até amanhã (terça-feira). Toda a torcida do Nacional, obviamente, está muito esperançosa de que a resposta será positiva", comentou Fuentes. "Agora se trata da vontade do jogador. Obviamente, ele está comovido pela demonstração de afeto de nossa torcida, e é isso que pode fazer que a balança pese para nós", completou.

A aposta em convencer Suárez apelando para o emocional se dá porque o Nacional não pretende ultrapassar seu limite de gastos para trazer o jogador, por mais querido que ele seja pelos torcedores. "Não estamos em condição alguma de competir com qualquer potência europeia quando falamos de uma contratação com essas características", afirmou o presidente do clube.

continua após publicidade

Desde que a possibilidade de contratar o atcante de 35 anos foi revelada publicamente, a torcida do Nacional vive dias de muita expectativa. Na semana passada, quanto o time goleou o Cerrito por 5 a 0 pelo Campeonato Uruguaio, os adeptos vestiam máscaras com o rosto do astro e berravam canções em referência a ele. Autor do quinto gol, o lateral-esquerdo Christian Almeida comemorou vestindo uma das máscaras.

Revelado pelo Nacional, Suárez deixou o país natal em 2006 e fez uma carreira de sucesso na Europa. Após dar os primeiros passos na Holanda, onde defendeu o Groningen e o Ajax, teve uma passagem marcante pelos Liverpool antes de se transferir para o Barcelona, clube no qual conquistou a Liga dos Campeões como parte do inesquecível "Trio MSN", ao lado de Messi e Neymar.

Pela seleção uruguaia, conquistou a Copa América de 2011, disputada na Argentina, e viveu episódios marcantes, desde usar a mão para evitar um gol de Gana na Copa de 2010 a morder o ombro do zagueiro Chiellini na Copa de 2014.