Esportes

Presidente da Fifa prevê melhor Copa de todos os tempos e pede paz no mundo

Da Redação ·

Gianni Infantino espera que o clima festivo da Copa do Mundo toque o mundo e transforme os momentos tensos de guerra, como o ataque da Rússia à Ucrânia, em conciliação, harmonia e união. O presidente da Fifa fez um apelo nesta sexta-feira, em Doha, no Catar, antes do sorteio dos oito grupos do Mundial, para que a paz reine nos quatro cantos do planeta.

continua após publicidade

"Nos tempos atuais que estamos vivendo, temos um mundo dividido. Precisamos de ocasiões para unir as pessoas para celebrar a vida. E a Copa do Mundo é exatamente isso", explicou Infantino. E fez o apelo que o mundo clama.

"Nós pedimos, o mundo pede, a comunidade do futebol pede, para todos os líderes pedem, parem com os conflitos, cessem as guerras, promovam a paz, porque queremos que essa seja a Copa da união. Aproveitem a Copa do Mundo", exigiu o dirigente.

continua após publicidade

Mensagem dada, Infantino previu que o Mundial do Catar, em novembro, será o maior da história até então e deu o pontapé inicial para a última edição com 32 participantes. A partir de 2026 serão 48 participantes e previsão de 80 jogos e 32 dias de bola rolando.

"A coisa está ficando séria e agora é para valer. A Copa do Mundo está começando. Desejo sorte a todos vocês, bem-vindos a Doha, bem-vindos ao sorteio da Copa do Mundo 2022", deu as boas-vindas Infantino. "Essa Copa será a melhor de todos os tempos. O maior espetáculo da terra, com mais de 5 bilhões assistindo ao redor do mundo, todos estarão de mão dadas, unidos, no Catar. Parabéns para as seleções já classificadas, vocês todas são vencedores."