Esportes

Presidente da FIA, Todt não crê em 'temporada normal' da F-1: 'Vírus está aí'

Da Redação ·

A Fórmula 1 anunciou no final do ano passado o calendário completo da temporada de 2021 com o recorde de 23 provas, mas isso não deve acontecer. De acordo com o francês Jean Todt, presidente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA, na sigla em francês), a categoria vai seguir sentindo os efeitos da pandemia do novo coronavírus mesmo com a vacinação avançando em vários países do mundo, menos no Brasil.

continua após publicidade

Os rumores do adiamento da primeira corrida do ano na Austrália, marcada para 21 de março, é a prova que a Fórmula 1 terá de fazer um grande esforço, tal como em 2020, para completar a temporada. Todt é da opinião de que 2021 não será "normal".

"Não é como se a temporada estivesse começando e aí começamos com uma folha de papel em branco. O 'lockdown' ainda vai acontecer, o confinamento... O vírus está aí", salientou Todt, em entrevista à revista britânica Autosport. "Tem havido algum progresso. Estamos esperando uma vacina, então vai ser bom para a população, bom para o planeta aproveitar isso. Mas tenho certeza de que, nos próximos dias, ouviremos muitas mudanças potenciais em diferentes calendários, não somente da Fórmula 1, mas em outros calendários", explicou.

continua após publicidade

"Se tivesse de me comprometer de volta a um tipo de normalidade, mesmo que sinta que vai ser uma vida diferente na esteira da crise da covid-19, acho que metade do ano, na minha opinião, não vai ser como poderíamos esperar ter em uma temporada normal", acrescentou o dirigente.

Todt destacou também a "criatividade" da organização da Fórmula 1 para a realização da disputa em 2020. "Acho que a temporada de 2020 foi uma ótima temporada e com muita criatividade. Quem poderia imaginar um ano atrás, quando nos encontramos em Paris, que teríamos três grandes prêmios na Itália, corridas no mesmo circuito da Áustria, em Silverstone, corrida no traçado alternativo do Bahrein, na Turquia, então a Fórmula 1 merece os créditos", afirmou o presidente da FIA.

A Fórmula 1 tem a expectativa de realizar 23 corridas na temporada de 2021, incluindo o GP do Brasil, no autódromo de Interlagos, em São Paulo. Uma das novidades seria a adição do GP da Arábia Saudita no final do ano.