Presidente da FIA, Jean Todt revela que Schumacher 'continua lutando' pela vida - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Esportes

Presidente da FIA, Jean Todt revela que Schumacher 'continua lutando' pela vida

Escrito por Da Redação
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

O francês Jean Todt, ex-chefe da Ferrari e atual presidente da Federação Internacional do Automobilismo (FIA, na sigla em francês), voltou a falar sobre o estado de saúde do alemão Michael Schumacher, heptacampeão mundial de Fórmula 1, que há quase sete anos sofreu um acidente de esqui na França que o deixou em estado vegetativo.

Depois do título da temporada de 2020 da Formula 1 ter sido novamente conquistado pelo britânico Lewis Hamilton, que empatou com Schumacher, Todt revelou que o seu amigo está "bem instalado", frisando, contudo, que a sua saúde ainda inspira cuidados.

"Schumacher está bem acompanhado e confortavelmente instalado. Continua lutando e só podemos desejar a ele e à família que as coisas melhorem", disse o presidente da FIA, uma das poucas pessoas que continua fazendo visitas ao ex-piloto, em entrevista ao canal de TV francês RTL.

Apesar da pandemia do novo coronavírus, que provocou um distanciamento social, Todt afirmou que continua a visitando Schumacher de duas a três vezes por mês.

Schumacher caiu enquanto esquiava nos Alpes franceses em dezembro de 2013, tendo ficado com lesões cerebrais. O ex-piloto bateu a cabeça em uma pedra e ficou em coma, entre a vida e a morte. Foi submetido a duas intervenções cirúrgicas, das quais saiu em coma induzido, em estado crítico, mas estável.

Em março de 2014, ainda em coma, Schumacher começou a respirar sem aparelhos, tendo tido alta em setembro para continuar a recuperação em casa, com a família mais próxima. Durante algum tempo, o ex-piloto parecia estar reagindo aos tratamentos, alimentando esperanças em uma eventual recuperação.

Mas, em maio de 2016, Todt revelou detalhes sobre o estado de saúde de Schumacher: tinha piorado drasticamente e tinha a vida por um fio. No ano passado, foi noticiado que o ex-piloto deixou de estar acamado e que a sua vida não depende de uma máquina. A família tenta manter seu estado de saúde em silêncio absoluto. Em uma das raras declarações públicas sobre o tema, Corinna Betsch, esposa de Schumacher, deu a entender que o alemão segue reagindo lentamente.

FILHO - Todt também comentou sobre Mick Schumacher, filho de Michael, que está na liderança da atual temporada da Fórmula 2. Para o presidente da FIA, o alemão poderá ganhar uma chance na F-1 em 2021. "Provavelmente correrá na Fórmula 1 no próximo ano, estamos muito contentes por ter novamente um Schumacher no mais alto nível do automobilismo", disse o francês.

O francês Romain Grosjean e o dinamarquês Kevin Magnussen deixarão a Haas no final da atual temporada e Schumacher vem sendo especulado para assumir uma das vagas, assim como o russo Nikita Mazepin.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Deixe seu comentário sobre: "Presidente da FIA, Jean Todt revela que Schumacher 'continua lutando' pela vida"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.