Esportes

Prefeito do Rio acha pouco provável presença de torcedores em Fla-Flu decisivo

Da Redação ·

Flamengo e Fluminense se enfrentam nos dois próximos sábados, ambos às 21h05, no estádio do Maracanã, pela final do Campeonato Carioca. O primeiro, com mando do clube tricolor, já é certo que não terá a presença de público. Já o segundo, com os rubro-negros como mandantes, há uma expectativa por parte da diretoria flamenguista, que nesta sexta-feira foi praticamente encerrada por Eduardo Paes, prefeito do Rio de Janeiro.

continua após publicidade

Paes concedeu entrevista coletiva nesta sexta-feira e, questionado sobre o assunto, admitiu ser pouco provável ter torcedores no estádio para assistir ao Fla-Flu decisivo do Campeonato Carioca.

"Eu fui procurado por alguns dirigentes. Meu encaminhamento é o que faço sempre, a Secretaria de Saúde analisa e avalia. Eu tenho a impressão que, olhando cá com meus botões, pelo que vejo que acontece pelo mundo, em lugares que já estão mais avançados com a vacina, imagino que seja difícil. Mas é uma decisão da Secretaria de Saúde, das autoridades sanitárias do município, não é minha", afirmou.

continua após publicidade

Secretário Municipal de Saúde, Daniel Soranz admitiu uma procura do Flamengo para discutir o tema. Segundo ele, a direção do clube rubro-negro ofereceu um protocolo para a volta de torcedores, mas teve a proposta recusada para o primeiro jogo da decisão. Na segunda partida, o governo ainda vai analisar a situação, mas vê pouca chance de realização da partida com público.

"O Flamengo apresentou um protocolo de realização dos jogos com público. Neste final de semana não é possível. Para a semana que vem a gente vai estar fazendo essa análise, mas se a gente olhar e comparar o que está acontecendo em outras cidades, estados e locais, isso é bem pouco provável. É óbvio que tecnicamente todas as análises vão ser feitas, mas é muito pouco provável que a gente consiga um liberação já para a próxima semana. Mas o protocolo tem que ser olhado com base nos números que eles colocaram, com base no número de casos que estão acontecendo na cidade. Na segunda ou na terça a gente tem uma decisão sobre isso", explicou.

Na próxima terça-feira, a Prefeitura do Rio de Janeiro vai divulgar novas medidas em relação a eventos, incluindo nelas os esportivos. No Estado do Rio de Janeiro, mais de 800 mil casos da covid-19 já foram diagnosticados desde o início da pandemia.