Esportes

Ponte Preta supera Ituano com dois gols de Lucca e deixa zona de queda da Série B

(via Agência Estado) · GoogleNews

Siga o TNOnline
no Google News

Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

Com dois gols de Lucca, um deles de pênalti, a Ponte Preta venceu o Ituano por 2 a 1, nesta terça-feira à noite, no estádio Novelli Júnior, em Itu, pela 11ª rodada da Série B do Brasileiro. Com cinco gols, o atacante se isolou na artilharia da competição, tirando a equipe da zona de rebaixamento.

continua após publicidade

Dos 17 gols marcados pelo time campineiro na temporada, Lucca marcou 11. "Para mim é tudo normal. Fiquei dois anos no Fluminense e me dei bem lá. Aqui, na Ponte Preta, me sinto muito bem. Minha dedicação é sempre a mesma", comentou o goleador que criou no time campineiro o que a torcida chama de "Luccadependência". Esta é a segunda vez - esteve em 2017 - que ele defende a camisa da Ponte Preta, onde já marcou 35 gols.

Com seu atacante inspirado, enfim, a Ponte Preta encerrou uma série de cinco jogos sem vitória na Série B, onde vinha de três derrotas e dois empates. Saiu da zona de rebaixamento e agora aparece com 12 pontos, no 13º lugar. Há cinco anos, o time de Campinas não ganhava do time de Itu, numa rivalidade regional. Além disso, empurrou o Ituano para a zona de degola, com 10 pontos, em 18º lugar, sem vencer há seis jogos, com três derrotas e três empates.

continua após publicidade

Mesmo na condição de visitante, a Ponte Preta começou melhor, bem postada na marcação e rápida com a bola nos pés. No primeiro lance com perigo, abriu o placar. O volante Caíque perdeu a bola no meio-campo para Danilo Gomes, que ligou Fessin na frente da área. Ele carregou a bola e acabou derrubado por baixo por Léo Santos. O árbitro marcou pênalti. Aos 10 minutos, Lucca cobrou do lado direito de Pegorari, que não caiu na bola.

O Ituano não reagiu e sofreu o segundo gol aos 24 minutos, em outro contra-ataque. Fessin fez o passe para Lucca que invadiu a área protegendo a bola e finalizou cruzado: 2 a 0. Por sorte, o Ituano diminuiu logo, três minutos depois. Após cobrança de escanteio pelo lado esquerdo, Aylon subiu e cabeceou do lado direito do goleiro: 2 a 1.

O segundo tempo foi todo do time da casa. O técnico Mazola Júnior adiantou a marcação e empurrou a Ponte Preta para seu campo defensivo. As chances foram saindo, uma após outra. Aos 10 minutos, o goleiro Caíque França fez grande defesa ao saltar e mandar para escanteio a cabeçada de Chrigor. Aos 14 minutos, após levantando de falta, a bola sobrou para o chute de Chrigor para as redes. O VAR, de forma correta, anulou marcando o impedimento de Lucas Siqueira, que participou do lance.

continua após publicidade

A partir dos 20, começou a chover e a Ponte Preta, definitivamente, passou apenas a rebater a bola na defesa. Aos, poucos, o Ituano perdeu o fôlego. Mesmo recuada, a Ponte Preta perdeu chance de ampliar aos 26 minutos quando Ramon Carvalho invadiu a área e tentou dar de lado para Fessin, mas o goleiro Pegorari interceptou no meio do caminho com a mão esquerda. Teve outra oportunidade aos 37, num chute diagonal de Echaporã que encobriu Pegorari e resvalou no travessão.

No final de semana acontece a 12ª rodada. No sábado, o Ituano vai enfrentar o Brusque, em Santa Catarina, a partir das 11 horas. À tarde, às 16h30, a Ponte Preta recebe o Londrina.

FICHA TÉCNICA

continua após publicidade

ITUANO 1 X 2 PONTE PRETA

ITUANO - Pegorari; Pacheco, Léo Santos, Rafael Pereira e Roberto (Mário Sérgio); Caíque, Kaio e Lucas Siqueira (Lucas Nathan); Aylon (Gabriel Barros, depois Iago Telles), Chrigor e João Victor (Calyson). Técnico: Mazola Júnior.

continua após publicidade

PONTE PRETA - Caíque França; Norberto, Thiago Oliveira, Fábio Sanches e Artur (Jean Carlos); Léo Naldi, Wesley Fraga (Moisés Ribeiro), Ramon Carvalho (Wallisson) e Fessin (Igor Formiga); Lucca e Danilo Gomes (Echaporã). Técnico: Hélio dos Anjos.

GOLS - Lucca (pênalti), aos 10, e aos 24, e Aylon, aos 27 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO Jean Pierre Gonçalves Lima (RS).

CARTÕES AMARELOS - Thiago Oliveira e Bernardo (Ponte Preta).

RENDA - R$ 25.170,00.

PÚBLICO - 1.584 presentes.

LOCAL - Estádio Novelli Júnior, em Itu (SP).