Esportes

Pivô da NBA revela que perdeu a mãe e outros seis familiares para a covid-19

Da Redação ·

Em preparação para sua sexta temporada com o Minnesota Timberwolves, o pivô e estrela do time Karl-Anthony Towns declarou recentemente que ainda está em processo de luto por sua mãe, Jacqueline Cruz-Towns, e outros seis membros de sua família, vítimas fatais das complicações do coronavírus.

continua após publicidade

"Eu tenho passado por muita coisa, começando obviamente pela minha mãe", disse Towns nesta sexta-feira. "Na noite passada recebi uma ligação que dizia que perdi meu tio. Eu sinto que estou um pouco mais maduro pela vida e mais humilde."

No dia 25 de março, Towns publicou um vídeo bastante emotivo em que dizia que sua mãe tinha sido entubada e estava em coma induzido para conseguir lidar com as complicações da covid-19. Foi então que no dia 13 de abril veio a notícia da morte Jacqueline Cruz-Towns, aos 58 anos. O pai do jogador da NBA também foi infectado, mas conseguiu se recuperar.

continua após publicidade

"Eu tenho visto muitos caixões nos últimos sete meses", relatou Towns. "Eu conheço um monte de gente - na minha família e na de minha mãe - com covid-19. Eu sou o único que ainda procurou por respostas, tentando descobrir como manter a saúde."

Towns ainda fez questão de enfatizar a importância da informação concreta, pensando em se prevenir do coronavírus. "É muita responsabilidade sobre mim em manter minha família bem informada e por fazer tudo o que é necessário para mantê-los vivos."

O pivô dos Wolves tem feito várias postagens nas redes sociais para conversar sobre o assunto, dando seu depoimento pelas experiências pelas quais passou. Segundo ele, existe uma necessidade em compartilhar sua história para ajudar mais pessoas a entender melhor o efeito da pandemia.

Towns contou ainda que seus colegas de time, especialmente D'Angelo Russell, o ajudaram e o consolaram após a morte de sua mãe. O astro revelou que recebeu inúmeras mensagens de texto e ligações de diversas pessoas de dentro da franquia de Minnesota. Voltar a jogar basquete será um desafio, afinal, Jacqueline raramente perdia uma partida de seu filho.