Esportes

Os maiores fracassos na história do Los Angeles Lakers

Todos nós cometemos erros, até mesmo os maiores astros do basquete

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Os maiores fracassos na história do Los Angeles Lakers
fonte: Erik Drost

Los Angeles Lakers, a lendária franquia da NBA, a mais vitoriosa junto com o Boston Celtics desde a criação da liga norte-americana, ficou fora dos playoffs da temporada, apesar de um elenco muito badalado e cheio de jogadores históricos. Agora, os sites de apostas esportivas veem a temporada seguinte como uma grande incógnita para o time de LeBron James. 

continua após publicidade

O grande astro dos últimos 15 anos na NBA também tem a reputação de atuar como cartola, escolhendo os jogadores para formar o elenco do seu próprio time. É por isso que LeBron James está sendo culpado por uma parte da mídia e da gigantesca torcida pelo grande fracasso da temporada do Los Angeles Lakers. 

A opinião do astro do basquete foi decisiva para a contratação de Russell Westbrook, jogador que vem sendo muito criticado devido a sua falta de ambição e dedicação em campo: ele não mostrou a agressividade que um membro do Lakers precisa ter.

continua após publicidade


As escorregadas dos Lakers nos anos 70

Outro comportamento de Lebron que vem desapontando mundo afora é sua insistência em  priorizar recordes pessoais em detrimento do time, como tentar superar Kareem Abdul Jabbar no título de maior cestinha da história. 

continua após publicidade

Contudo, não podemos esquecer que o Lakers já passou por momentos bem obscuros no passado. Ainda que a franquia californiana tenha sido campeã 17 vezes em 15 finais da NBA durante seus 75 anos de existência. 

Wilt Chamberlain e Kareem Abdul Jabbar não tiveram carreiras fáceis no Lakers. Em suas cinco temporadas, Chamberlain liderou o time em apenas um campeonato. Já o  Jabbar, que antes jogava Milwaukee Bucks, demorou cinco anos para conquistar seu primeiro anel de campeão na Califórnia. 

Foram no total 10 anos com dois títulos em projetos liderados por dois dos pivôs mais importantes da história. O resultado só foi melhorar para o Los Angeles Lakers em 1980, com a chegada de Magic Johnson no elenco para somar com Jabbar. E assim o time ganhou cinco títulos da NBA.

continua após publicidade

A rivalidade do Lakers com o Celtics 

continua após publicidade

Mas o pior fracasso da franquia californiana foi definitivamente em 1984. The Lakers disputava a sua terceira final da NBA consecutiva, e tudo parecia preparado para uma vitória sobre seu arqui-inimigo Boston Celtics. 

As duas grandes rivais da NBA não disputavam uma final desde 1969, mas após sete jogos ardilosos, foi o Celtics que ganhou novamente o título de vencedor daquela temporada.


continua após publicidade

A saída de Magic nos anos 90 

É na metade dos anos noventa que Magic Johnson sai do Lakers e Shaquille O’Neal e de Kobe Bryant são contratados. Até aí, tudo certo. Até que… 

Bryant foi acusado de violência sexual antes de começar a temporada e a sua relação com Shaq estava aos trancos e barrancos. Para piorar, a chegada de grandes veteranos, como Gary Payton e Karl Malone,  não fez muita diferença. 

continua após publicidade

Ainda que o Lakers desse seus pulos para chegar na final da NBA, seu elenco acabou sendo  destruído pelo Detroit Pistons.

Mais uma derrota de Los Angeles contra Boston 

Em 2008, no último jogo da eliminatória, o time californiano foi rebaixado pelo Boston Celtics, em um placar de 131 a 92. Só que o mundo gira, e Phil Jackson treinou o elenco para dois títulos consecutivos, com direito à vingança de seu rival histórico. 

Antes desta temporada um tanto quanto vergonhosa, a formação do Los Angeles Lakers contava com Bryant, Gasol, Dwight Howard e Steve Nash. Contudo, o investimento em de grandes astros já em idade avançada não tem trazido resultados satisfatórios. 

A pergunta que fica é: o que o símbolo do basquete californiano fará para voltar ao topo? Ou seria o fim de um longo reinado?