Esportes

Operário-PR se reabilita e impõe terceira derrota seguida à Ponte na Série B

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Operário-PR se reabilita e impõe terceira derrota seguida à Ponte na Série B
fonte: André Jonsson/OFEC
Operário-PR se reabilita e impõe terceira derrota seguida à Ponte na Série B

O Operário-PR quebrou uma sequência de quatro tropeços consecutivos ao derrotar a Ponte Preta por 1 a 0, nesta segunda-feira, no estádio Germano Kruger, pela 29.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. De quebra, impediu que a equipe campineira se aproximasse do G4.

continua após publicidade

Com o resultado, a Ponte Preta sofreu a terceira derrota consecutiva e estacionou na nona posição, com 40 pontos, a cinco do Sampaio Corrêa, o quarto colocado. O Operário, por outro lado, terminou a noite na 12.ª colocação, com 38.

A Ponte Preta iniciou o jogo em cima do Operário e chegou a criar boa oportunidade logo aos quatro minutos. Apodi partiu em velocidade e tocou para Camilo. Mas antes Martín Rodriguez afastou. A bola sobrou para Bruno Rodrigues, que mandou nas mãos do goleiro do time paranaense.

continua após publicidade

A resposta foi suficiente para acabar com todo o planejamento da Ponte Preta. Aos cinco minutos, Rafael Oller ficou com a bola na entrada da área e chutou. Ygor Vinhas soltou nos pés de Ricardo Bueno. O atacante só teve o trabalho de finalizar para o fundo das redes. O segundo quase saiu na sequência, em nova falha do goleiro. Dessa vez, Douglas Coutinho jogou para fora.

O Operário recuou após o gol e anulou a Ponte Preta, que reclamou muito de um suposto pênalti em cima de Bruno Rodrigues no último lance do primeiro tempo. Os jogadores chegaram a cercar o árbitro, mas nada foi marcado.

No segundo tempo, a situação da Ponte piorou ainda mais quando Ruan Renato deu um carrinho em Rafael Oller, recebeu o segundo cartão amarelo e, consequentemente, o vermelho. Com um jogador a mais, o Operário desacelerou o jogo totalmente e começou a administrar a vantagem.

continua após publicidade

A Ponte, que se viu controlada em boa parte do tempo, conseguiu encontrar alguns espaços no final. Dawhan chegou com perigo, mas quem quase marcou foi Apodi. O cabeceio do lateral passou pelo goleiro Martín Rodrigues, mas não por Ricardo Silva, que salvou o Operário ao tirar a bola em cima da linha.

Na próxima rodada, o Operário enfrenta o Cuiabá na sexta-feira, às 22h30, na Arena Pantanal, em Cuiabá (MT). No sábado, às 19 horas, a Ponte Preta visita o Confiança no Batistão, em Aracaju (SE).

FICHA TÉCNICA

continua após publicidade

OPERÁRIO-PR 1 X 0 PONTE PRETA

OPERÁRIO-PR - Martín Rodríguez; Sávio, Bonfim (Reniê), Ricardo Silva e Fabiano; Jorge Jiménez, Rafael Chorão (Leandro Vilela) e Rafael Oller; Douglas Coutinho, Schumacher (Tomas Bastos) e Ricardo Bueno (Thomaz). Técnico: Matheus Costa.

continua após publicidade

PONTE PRETA - Ygor Vinhas; Apodi, Wellington Carvalho, Ruan Renato e Guilherme Lazaroni; Luís Oyama (Alisson), Neto Moura (Dawhan) e Camilo (Luan Dias); Moisés (Guilherme Pato), João Veras e Bruno Rodrigues (Pedrinho). Técnico: Fábio Moreno (interino).

GOL - Ricardo Bueno, aos cinco minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Roger Goulart (RS).

CARTÕES AMARELOS - Bonfim, Douglas Coutinho e Sávio (Operário); Luan Dias e Neto Moura (Ponte Preta).

CARTÃO VERMELHO - Ruan Renato (Ponte Preta).

LOCAL - Estádio Germano Kruger, em Ponta Grossa (PR).