Esportes

'O que Flamengo fez com São Paulo não acontecerá com o Corinthians', diz diretor

Da Redação ·

O diretor de futebol do Corinthians, Roberto de Andrade, quis dar uma provocada no São Paulo, batido por 5 a 1, no estádio do Maracanã, no último domingo, e acabou jogando mais pressão no elenco e esquentando o clima para o jogo deste domingo contra o Flamengo ao garantir que os cariocas não repetirão a goleada sobre os rivais paulistas na Neo Química Arena.

continua após publicidade

"Não me preocupa (a boa fase do Flamengo), o que pode acontecer é ganhar, perder ou empatar, não passa disso. O que aconteceu com o São Paulo eu te garanto que não acontece", afirmou Roberto de Andrade à rádio Bandeirantes. Esqueceu-se, porém, que na última partida diante do cariocas, também em casa, em outubro do ano passado, o Corinthians levou os mesmos 5 a 1 do São Paulo.

Sem querer, o dirigente jogou enorme pressão no grupo, fazendo campanha ruim na Neo Química Arena, na qual venceu apenas uma de seis partidas disputadas no seu estádio. Apenas o Sport foi batido em Itaquera. Do mais, derrotas para Atlético Goianiense, Red Bull Bragantino e Atlético-MG, além de empates com o São Paulo e o Internacional.

continua após publicidade

Com mais uma semana livre pela frente, o Corinthians treinou nesta quarta-feira no Centro de Treinamentos Joaquim Grava, sob chuva e intenso frio, para o confronto com os cariocas. Os titulares que enfrentaram o Cuiabá na última segunda foram preservados e ficaram fazendo reabilitação.

Já os reservas disputaram um coletivo, no qual o técnico Sylvinho contou com nove atletas da base para completar os 22 em campo: Eduardo Capellari, Alan Ferreira, João Pedro, Murillo, Léo Santos, Biro, Rodrigo Daniel, Vitor e Juan David.

Renato Augusto permaneceu na parte interna, aprimorando o físico. Já Guiliano trabalhou no campo, ao lado do meia-atacante Gustavo Mantuan, recuperado de cirurgia no joelho e fazendo transição para o campo.