Esportes

Novo edital do Maracanã mantém direito de clubes sem concessão usarem o estádio

(via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

O novo edital de concessão do Complexo Maracanã foi publicado pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro nesta quinta-feira, com a manutenção do direito de utilização do estádio por clubes que não façam parte da administração. Tal ponto foi motivo de desentendimentos recentes entre o Vasco, que mandou jogos no local nesta temporada, e o atual consórcio, gerenciado por Flamengo e Fluminense.

continua após publicidade

O clube vascaíno precisou recorrer à Justiça para conseguir jogar contra o Cruzeiro no Maracanã, em junho, pela Série B. Isso porque a administração flamenguista e tricolor não aceitou ceder o estádio. No fim das contas, os cruzmaltinos conseguiram a liberação. Os três times estão interessados na nova concessão, e qualquer um que vencer terá de permitir que outros clubes do Estado façam uso do local.

"Fica vedado ao futuro concessionário do Complexo, o favorecimento a uma ou mais agremiações, clubes, associação ou confederação desportiva, por meio de oferta de utilização exclusiva do Complexo, em especial do Estádio Jornalista Mário Filho - Maracanã, assim como a imposição de tratamento comercial injustificadamente distinto ou discriminatório, que represente ônus excessivo e ou a prática de atos que resultem em vedação de acesso à utilização do Complexo às agremiações, clubes, associação ou Confederação", diz o tópico 3.2.5." do Anexo I do Termo de Referência"

continua após publicidade

Em outro trecho do texto, o edital concluí: "Tendo em vista a vocação do Estádio do Maracanã como Templo Mundial do Futebol e o fato de constituir patrimônio esportivo e cultural de todas a sociedade brasileira, a futura Concessionária deverá gerir o Complexo de forma não discriminatória em relação aos principais clubes do Rio de Janeiro e suas respectivas torcidas."

Também foi mantida a exigência de que o permissionário organize pelo menos 70 jogos por ano no Maracanã e outros 12 eventos no Maracanãzinho, parte do complexo. O vencedor da licitação, marcada para o dia 27 de outubro, ganhará o direito de explorar o local pelos próximos 20 anos. Segundo o Governo do Rio, serão avaliados critérios técnicos e a melhor oferta financeira, e a outorga fixa mínima é de R$ 5.032.175,00 por ano.

"Realizamos diversos debates com todos os interlocutores desse processo e conseguimos construir um documento que garante que o Maracanã permaneça como um polo esportivo extremamente importante para o estado. Cuidamos do processo com total transparência e governança. O estádio é um equipamento que reflete a alma do Rio de Janeiro, e buscamos garantir o melhor para o turismo e o esporte do Rio", disse o secretário de estado da Casa Civil, Nicola Miccione.

continua após publicidade

Outro ponto que será avaliado na proposta dos interessados é a capacidade de realizar eventos culturais de grande porte. O texto do edital cita até o Allianz Parque, estádio do Palmeiras, como exemplo "mais exitoso" nesse tipo de organização. "Eventos esportivos, culturais, de entretenimento e de negócios são ingredientes de primeira grandeza em cidades e Estados de DNA turístico como o Rio de Janeiro", diz um trecho.

CONCESSÃO OU NOVOS ESTÁDIOS?

Embora tenham manifestado o interesse na concessão, Flamengo e Vasco estudam investir em estádios próprios. A diretoria flamenguista iniciou estudos para construir uma arena no terreno do Gasômetro, no centro do Rio de Janeiro. O presidente Jair Bolsonaro afirmou que articula, junto à Caixa Econômica Federal e ao Exército Brasileiro, a viabilização da obra. Já os vascaínos discutem reformas em São Januário com os investimentos da 777 Partners, grupo que acertou a compra da SAF do clube.

continua após publicidade

CAMAROTES

Apesar das manutenções no texto, o novo edital de concessão do Maracanã trouxe algumas mudanças. Umas delas é a ampliação do número de camarotes reservados para o governo estadual, que subiram de cinco para sete. Além disso, são garantidas 40 vagas de estacionamento, 200 ingressos para as arquibancadas e mais 60 para eventos no Maracanãzinho. Ainda há a obrigação de o permissionário garantir um buffet aos convidados governamentais.