Esportes

Novak Djokovic arrasa argentino e avança às semifinais do ATP 250 de Belgrado

Da Redação ·

Após passar por uma estreia sem brilho, o sérvio Novak Djokovic voltou a mostrar força nesta quinta-feira e avançou às semifinais do ATP 250 de Belgrado, disputado em quadras de saibro na Sérvio. O atual número 1 do mundo não deu chances ao argentino Federico Coria e gastou apenas 55 minutos para derrotar o rival sul-americano com facilidade por 2 sets a 0, com arrasadoras parciais de 6/1 e 6/0.

continua após publicidade

O próximo oponente no caminho do líder do ranking será o eslovaco Andrej Martin, que veio do qualifying. Nesta quinta-feira, ele venceu de virada o sérvio Dusan Lajovic, quinto pré-classificado, por 2 sets a 1 - com parciais de 3/6, 6/3 e 6/4. O duelo entre Djokovic e Martin será inédito no circuito profissional.

Com o resultado positivo nesta quinta-feira, Djokovic somou a sua 952.ª vitória na carreira e ultrapassou o argentino Guillermo Vilas, sendo agora o quinto maior vencedor do circuito profissional. O sérvio está atrás do espanhol Rafael Nadal (1.022), do checo naturalizado americano Ivan Lendl (1.068), do suíço Roger Federer (1.243) e do americano Jimmy Connors (1.274).

continua após publicidade

Em quadra, o número 1 do mundo teve problemas apenas no começo do jogo. Games duros nos quais confirmou, quebrou, abriu 4 a 0 e foi quebrado com boa chegada na rede de Coria. Em seguida quebrou de novo e fechou por 6/1. Na segunda parcial, o argentino não conseguiu converter nenhum game de saque e só olhou Djokovic acelerar seu jogo, chegar bem na rede e dominar para aplicar um "pneu" com o placar de 6/0.

Na chave de duplas, cada vez mais o brasileiro Rafael Matos vai se firmando no Top 100 entre os duplistas. Nesta quinta-feira, ele garantiu vaga na final em Belgrado, onde joga ao lado do sueco Andre Goransson, com quem superou as semifinais batendo os britânicos Luke Bambridge e Dominic Inglot por 2 sets a 1 - com parciais de 7/6 (7/3), 1/6 e 10 a 4 no match tie-break.

Campeão no ATP 250 de Córdoba, na Argentina, junto com o compatriota Felipe Meligeni, o gaúcho vai disputar a sua segunda final na temporada. Atual número 95 do mundo, Matos vai subindo provisoriamente para o 89.º lugar e terá a sua melhor colocação da carreira no próximo ranking.

Os adversários na decisão serão a parceria formada pelo israelense Jonathan Elich com o belorusso Andrei Vasilevski, que derrotou os irmãos russos Ivan e Matej Sabanov por 2 sets a 1 - parciais de 6/3, 3/6 e 13 a 11 no match tie-break.