Esportes

Neymar será julgado por contrato com Barcelona e MP pede dois anos de prisão

(via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

Neymar e Barcelona vão se reencontrar no dia 17 de outubro, mas não dentro de campo. Jogador e clube estarão representados na Audiência de Barcelona no julgamento que analisará um suposto caso de corrupção no contrato firmado entre as partes, disse o jornal espanhol El País nesta quarta-feira. O atacante brasileiro, seus pais, dois ex-presidentes do Barcelona (Sandro Rosell e Josep Maria Bartomeu), e um ex-técnico do Santos vão responder às acusações sobre irregularidades no contrato.

continua após publicidade

A promotoria do caso pede dois anos de prisão para Neymar e uma multa de 10 milhões de euros (aproximadamente R$ 54 milhões). A denúncia do caso foi feita pela empresa DIS há sete anos, que se sentiu prejudicada na transferência do craque brasileiro ao Barcelona e acusa jogador e clube de se aliarem para ocultar o verdadeiro valor da transação.

A DIS, que pertence ao grupo Sonda, detinha 40% dos direitos econômicos do jogador quando ainda atuava no Santos, e pede uma indenização de 150 milhões de euros (equivalente a R$ 815 milhões) alegando que foi enganado na negociação. Tanto a DIS quanto o Ministério Público entendem que Neymar e seu pai, Neymar da Silva Santos, assinaram dois contratos com o Barcelona e ignoraram que os direitos do atleta pertenciam à DIS e ao Santos.

continua após publicidade

Neymar iniciou a pré-temporada no Paris Saint-Germain sob muita desconfiança. Antes mesmo de se reapresentar ao clube parisiense, o astro brasileiro viu seu futuro em xeque. A mudança no corpo diretivo do PSG e a troca no comando técnico, associadas à permanência do craque Kylian Mbappé, deixaram a sequência de Neymar sob suspeita. O atleta brasileiro conseguiu na turnê parisiense pelo Japão, neste mês de julho, renovar os ânimos, mostrar que pode ser útil na temporada 22/23 e alterar o panorama por ora.

Demonstrando preocupação principalmente com seu desempenho na seleção brasileira na Copa do Mundo do Catar, Neymar decidiu se antecipar ao início dos trabalhos de pré-temporada do Paris Saint-Germain em uma semana. Ao lado de Messi, o craque brasileiro se empenhou em mostrar que ainda tem espaço para ajudar a equipe a conquistar a inédita Liga dos Campeões. Em sua reapresentação, ouviu elogios do novo técnico, Christophe Galtier.