Esportes

Neymar lamenta agressão de torcedor santista a Cássio; súmula registra violência

(via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

Ídolo do Santos, Neymar veio a público nesta quinta-feira para criticar a agressão de um torcedor santista ao goleiro Cássio, do Corinthians, após a eliminação da equipe da Vila Belmiro na Copa do Brasil. O atacante da seleção brasileira disse que o episódio é uma "vergonha".

continua após publicidade

"Fico triste pela derrota do Santos, mas o que mais me entristeceu foi ver a atitude desse torcedor. No calor do momento é onde tomamos atitudes que nos fazem se arrepender e nos deixam com vergonha. Espero que isso sirva de lição pra todos os torcedores!", escreveu Neymar, em suas redes sociais.

O jogador do Paris Saint-Germain se refere à agressão ocorrida logo após o apito final. Um torcedor santista invadiu o campo da Vila Belmiro e correu em direção a Cássio. O goleiro corintiano caminhava rumo ao centro do gramado quando foi atacado pelas costas. A "voadora" só não pegou em cheio no jogador porque Marcos Leonardo, do Santos, tentou proteger o goleiro no momento da agressão.

continua após publicidade

A invasão e a agressão devem trazer dor de cabeça ao Santos na sequência da temporada. O árbitro Jean Pierre Gonçalves Lima relatou o episódio na súmula da partida. "Um desses torcedores conseguiu agredir o atleta do Corinthians, Sr. Cássio Ramos, número 12, com um pontapé em sua perna. Foi necessária a intervenção da Polícia Militar, a equipe do

Corinthians teve que deixar o campo às pressas."

O juiz da partida revelou na súmula que sete torcedores do Santos foram detidos pela Polícia Militar. "Foram detidos e encaminhados para o Jecrim (Juizado Especial Criminal), porém até o fechamento desta súmula não foi informado nenhum número de registro policial."

continua após publicidade

Antes da agressão, Cássio já vinha sido alvo da torcida santista ao longo dos 90 minutos. De acordo com a súmula, sinalizadores e bombas foram arremessadas em direção à área corintiana, próximo ao goleiro, no segundo tempo e também ao fim da partida.

"Informo que a partida foi paralisada aos 39 minutos do segundo tempo devido à utilização de sinalizadores por parte da torcida do Santos FC. Informo ainda que foram arremessadas bombas para dentro do campo, explodindo na área penal onde era defendida pela equipe do Corinthians, ficando por este motivo 4 minutos com a partida paralisada", registrou Jean Pierre Gonçalves Lima.

Apesar da eliminação na Copa do Brasil, o Santos poderá sofrer punições a serem cumpridas no Brasileirão, com perda de campo de campo de até 10 jogos. Há o risco ainda de multa, que pode atingir R$ 100 mil.