Esportes

Náutico consegue virada diante do Brusque e sobe para nono lugar na Série B

(via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

O Náutico interrompeu um jejum de cinco jogos sem vencer na Série B do Campeonato Brasileiro ao bater o Brusque, por 2 a 1, de virada, neste sábado à noite, pela 10.ª rodada no estádio Augusto Bauer, em Santa Catarina. A vitória foi importante porque tirou o Náutico da zona de rebaixamento, em 17.º lugar, e o deixou em nono, com 12 pontos.

continua após publicidade

De outro lado, o Brusque segue perto da zona de rebaixamento, com 10 pontos, em 15.º lugar. Além disso, perdeu uma série invicta em casa de 16 jogos, que já durava desde a Série B de 2021, quando perdeu por 3 a 2 para o Vila Nova, no dia 24 de outubro.

O jogo começou truncado, com o Náutico tentando impor seu esquema com três volantes para dominar o setor de meio-campo. Até marcou um gol com Richard Franco, após rebote do goleiro Jordan, mas o lance foi anulado pelo VAR.

continua após publicidade

Num jogo de muito erros, o primeiro gol saiu num deles. O zagueiro Ralph foi imprudente num carrinho e atingiu por trás Alex Ruan. Na cobrança, Diego Jardel chutou no canto esquerdo de Lucas Perri, que tocou na bola e quase evitou o gol, aos 37 minutos.

O técnico Roberto Fernandes não gostou do Náutico no primeiro tempo. Tanto que na volta do intervalo, tirou o volante Ralph para a entrada do atacante Ewandro. Um claro aviso de que seu time iria atacar no segundo tempo, abrindo mão de atuar com três volantes para ter três homens no ataque.

A mudança deu certo, porque o time pernambucano empurrou o Brusque para seu campo defensivo e rapidamente virou o placar. Aos 13 minutos, Jean Carlos cobrou escanteio em curva, houve um desvio de cabeça e a bola tocou na perda do zagueiro Wallace e entrou. Gol contra e empate: 1 a 1.

continua após publicidade

Aproveitando o momento, dois minutos depois, o Náutico virou. Após descida pelo lado direito, a bola sobrou na frente da área para Jean Carlos. O meia ajeitou e bateu forte no canto direito do goleiro Jordan, que nada pode fazer.

O Brusque tentou reagir, mas encontrou o Náutico bem postado no setor defensivo. A partir dos 35 minutos, Roberto Fernandes sinalizou que tentaria segurar o resultado. Ele tirou Jean Carlos para a entrada do volante Djavan. O Brusque, cansado, não reagiu.

Os dois times voltam a campo na próxima terça-feira, às 19 horas, pela 11.ª rodada. O Brusque vai sair diante do Vila Nova, em Goiânia, enquanto o Náutico vai receber o Vasco, no Estádio dos Aflitos, em Recife.

continua após publicidade

FICHA TÉCNICA

BRUSQUE 1 X 2 NÁUTICO

continua após publicidade

BRUSQUE - Jordan; Toty, Jeferson Bahia, Wallace Reis e Airton; Rodolfo Potiguar (Luiz Antônio), Zé Mateus (Matheus Trindade) e Diego Jardel (Álvaro); Junior Todinho (Crislan), Alex Sandro e Alex Ruan (Jailson). Técnico: Luan Carlos.

NÁUTICO - Lucas Perri; Victor Ferraz, Wellington, Bruno Bispo e Thássio (João Paulo); Ralph (Ewandro), Mateus Nascimento (Carlão), Richard Franco e Jean Carlos (Djavan); Pedro Vitor e Léo Passos (Amarildo). Técnico: Roberto Fernandes.

GOLS - Diego Jardel, de pênalti, aos 37 minutos do primeiro tempo. Wallace Reis, contra, aos 13, e Jean Carlos aos 15 minutos do segundo tempo.

continua após publicidade

ÁRBITRO - Vinícius Gonçalves Dias Araújo (SP)

CARTÃO AMARELO - Lucas Perri (Náutico)

RENDA - R$37.070,00

PÚBLICO - 1.346 total

LOCAL - Estádio Augusto Bauer, em Brusque (SC).