Esportes

Nadal salva 4 match points e avança às quartas de final em Madri

Da Redação ·

O espanhol Rafael Nadal sofreu nesta quinta-feira, mas avançou às quartas de final do Masters 1000 de Madri, diante de sua torcida. O ex-número 1 do mundo salvou quatro match points para superar o belga David Goffin por 2 sets a 1, com parciais de 6/3, 5/7 e 7/6 (11/9).

continua após publicidade

O atual número quatro do mundo busca recuperar o ritmo de jogo após ficar afastado das quadras por quase um mês e meio devido a uma fissura nas costelas. Reabilitado, ele fez sua segunda partida seguida nesta quinta e precisou suar para derrubar o ex-Top 10 do ranking.

Nas quartas, ele terá um desafio ainda mais complicado. Vai enfrentar o compatriota Carlos Alcaraz, uma das sensações da temporada. Eles já se enfrentaram duas vezes, com vitórias do veterano. Mas Nadal admite que o terceiro jogo entre eles será o mais difícil.

continua após publicidade

"Ele está jogando melhor do que eu atualmente. Tem uma dinâmica muito boa. Sou realista, mas vou tentar vencer o jogo. Mas preciso admitir que hoje ele é melhor do que eu", comentou o experiente atleta.

Número nove do mundo, o tenista de apenas 18 anos superou nesta quinta o britânico Cameron Norrie por 6/4, 6/7 (4/7) e 6/3. O vencedor deste duelo espanhol poderá encontrar o sérvio Novak Djokovic na semifinal. O número 1 do mundo vai enfrentar o polonês Hubert Hurkacz, que venceu outro sérvio, Dusan Lajovic, por 7/5 e 6/3, após avançar sem precisar jogar nesta quinta. Seu adversário, o escocês Andy Murray, não entrou em quadra por conta de uma intoxicação alimentar.

A rodada contou com amplo favoritismo dos cabeças de chave. O alemão Alexander Zverev (2º) avançou a partir do abandono do italiano Lorenzo Musetti no início do segundo set. O favorito vencia por 6/3 e 1/0. Na sequência, Zverev vai enfrentar o canadense Felix Auger-Aliassime (8º), que arrasou o italiano Jannik Sinner (10º) por 6/1 e 6/2.

continua após publicidade

Outro duelos das quartas de final terá o russo Andrey Rublev (6º) e o grego Stefanos Tsitsipas (4º). Rublev superou nesta quinta o britânico Daniel Evans por 7/6 (9/7) e 7/5. O tenista da Grécia deixou pelo caminho o búlgaro Grigor Dimitrov por 6/3 e 6/4.

No feminino, a tunisiana Ons Jabeur (8ª) derrubou a russa Ekaterina Alexandrova por 6/2 e 6/3 e avançou para a decisão. O triunfo foi histórico porque Jabeur se tornou a primeira tenista da África a conquistar vaga numa final de nível WTA 1000 no circuito feminino.